A vitória por 2 a 1 do Real Madrid sobre o Barcelona, neste
sábado, no Camp Nou, teve muitos ingredientes que a dimensão que o clássico
merece. Quase 100 mil pessoas no estádio, homenagens para Johan Cruyff, gols,
expulsão, virada e emoção. Cristiano Ronaldo foi o autor do gol que calou a
Catalunha, mas um jogador que ganhou muitos elogios do técnico Zidane foi o
volante Casemiro.

E não é para menos, porque com o brasileiro em campo, o time
merengue tem aproveitamento de campeão, até melhor do que o Barcelona.Ao todo, Casemiro disputou 18 jogos pelo Real Madrid no
Campeonato Espanhol.

Foram 15 vitórias, um empate e duas derrotas, com
aproveitamento de 85% dos pontos. Nas 31 rodadas da competição, contando jogos
com e sem o brasileiro, o aproveitamento do time da capital cai para 74%.

Para
se ter uma ideia do desempenho madrilenho quando coloca o volante para jogar, o
Barcelona, líder da liga espanhola, tem 81% de aproveitamento.Dentro do Camp Nou e diante do poderoso Barcelona, a
proposta de jogo do Real Madrid era fechar os espaços, aproximar as linhas e
dar pouco espaço para os culés.

A tática funcionou durante quase todo o jogo, e
o gol catalão saiu de bola parada, após cobrança de escanteio. Mesmo atrás no
placar, a equipe de Zidane conseguiu empatar, e com um jogador a menos (Sergio
Ramos foi expulso), conseguiu virar.

A participação de Casemiro na proteção aos
zagueiros e combate no meio de campo foi fundamental.- O papel do Casemiro foi fundamental.

Mas todos foram bem,
não posso falar de um jogar só. Fizemos uma partida enorme contra jogadores
muito bons.

Estou muito feliz por Casemiro, mas também com os outros – afirmou
Zidane em coletiva de imprensa.Feliz com a boa fase, e os elogios do técnico Zidane,
Casemiro teria todos os motivos do mundo para comemorar.

Porém, após a partida,
ele ficou sabendo da morte de Pupo Gimenez, ex-treinador com quem trabalhou no
São Paulo nas categorias de base. Muito emocionado, o jogador ficou abalado ao tomar conhecimento da notícia, e deixou claro que perdeu um amigo.

– Foi um cara que me ajudou muito, desde o meu início no São
Paulo. Eu falava com ele até hoje.

É um mestre, um professor para mim. Fiquei
muito triste com essa notícia – afirmou Casemiro.

Além da boa fase, Casemiro provou que é pé quente contra o
Barcelona. Foi seu segundo clássico contra o time catalão, e com duas vitórias.

A primeira aconteceu na final da Copa do Rei de 2013/14, quando ele entrou nos
minutos finais da vitória por 2 a 1 do Real Madrid sobre o Barça.   Com a vitória deste sábado sobre o Barcelona por 2 a 1, o Real Madrid soma 69 pontos e ocupa a terceira posição do Campeonato Espanhol.

Com sete pontos a mais, o time catalão é o líder. O Atlético de Madrid, com 70, ocupa a segunda colocação.

.

Fonte: Globo Esporte