Embed from Getty Images

Ele é um dos maiores ídolos da história do Corinthians: Marcelo Pereira Surcin, chegou em 1994 no Parque São Jorge. Em nove anos, Marcelinho fez 433 jogos pelo clube e 206 gols. Pelo Corinthians, Marcelinho conquistou quatro Paulistas (1995,1997,1999 e 2001), uma Copa do Brasil  (1995), dois Campeonatos Brasileiros (1998 e 1999) e um Mundial de Clubes da FIFA (2000).

No Corinthians o jogador fazia os adversários tremerem em uma cobrança de falta, mostrava personalidade. Algumas confusões e vermelhos também fizeram parte da carreira do meia.

Marcelinho teve três passagens pelo Alvinegro, entre 94 e 97, foi ao Valencia, voltou em 98 e ficou até 2001, quando saiu brigado com o então técnico Vanderlei Luxemburgo. Lembrando que na época, muitos diziam que os jogadores não se davam bem, mas em campo arrebentavam.

O time de 98/00 foi o melhor que vi até hoje. Gamarra, Marcelinho, Rincón, Ricardinho, Luizão, Edílson.

Sem esquecer da muralha, Dida.
Títulos
Em 95, Marcelinho garantiu o título da Copa do Brasil de 1995.

No Pacaembu, 2×1 Corinthians, com gols de: Marcelinho e Viola; Luiz Carlos Goiano fez o do Grêmio. No olímpico, o Pé-de-Anjo fez o único gol do jogo de volta e o Corinthians ganhou sua 1ª Copa do Brasil.

Decisões memoráveis contra o Cruzeiro em 98, que o Corinthians se sagrou campeão no terceiro jogo, ao vencer por 2×0, no Morumbi, com gols do Pé de Anjo e do Capetinha, Edílson. As finais foram em 3 partidas: 2×2, 1×1 e 2×0.

Um ano depois, o Bicampeonato Brasileiro. Na semifinal contra o São Paulo, Dida pegou dois pênaltis e na final, o título veio contra o Galo, também com 3 jogos.

3×2 Atlético, 2×0 Corinthians e 0x0.
O título Mundial, em 2000, diante do Vasco veio coroar essa equipe, que fez um belo jogo contra o Real de Roberto Carlos, Anelka…  Um jogo inesquecível, o Dida pegou um pênalti e a narração do gol do Edílson foi de arrepiar.

Em 2000, o jogo contra o Vasco decidido nos pênaltis. Marcelinho perdeu pelo Corinthians e Gilberto e Edmundo pelo time da Colina.

Essa foi a maior audiência da TV Bandeirantes,com 35 pontos. Fica aqui também uma homenagem ao Luciano do Valle, que narrou o Campeonato.

Depois de 2001
Entre 2005 e 2006, o ídolo voltou, mas não teve muitas chances e saiu sem brilhar do Corinthians. Foi em uma época que o Ricardinho também tinha voltado, o Corinthians com Nilmar e Tévez.

 Em 2010, no Centenário do Corinthians, Marcelinho se despediu da Fiel, contra o Huracán, em um amistoso em Janeiro.

.

Fonte: Torcedores.com