Em um confronto direto na busca pelo returno do Campeonato Catarinense, o Criciúma desperdiçou a chance de encostar nos líderes. Neste domingo, no Heriberto Hülse, o Tigre perdeu por 2 a 0 e viu sua invencibilidade como mandante no estadual terminar. Além disso, a equipe carvoeira agora está a quatro pontos de Chapecoense e Joinville, primeiro e segundo colocados respectivamente.

Na análise do técnico Roberto Cavalho, as falhas individuais prejudicaram o desempenho do time. No gol marcado por Bady, o primeiro do Figueirense, Wellington Saci e Ezequiel erraram, e o elenco jovem não foi capaz de superar o acontecido, apontou o comandante.

– Nós começamos bem o jogo, tivemos chances. E quando tomamos o gol, os
jogadores se abateram, é um time jovem.

Tivemos o maior índice de erros de
passe em casa. Foi um dia que nada deu certo.

Não vejo que faltou raça e
dedicação, faltou acertar mais, criar chances. Não tivemos muitas chances claras – lamentou.

Para seguir sonhando em chegar à final, o Criciúma busca uma vitória já na sexta-feira, quando visita o Guarani de Palhoça. A partida está marcada para as 20h30, no estádio Renato Silveira.

Confira os principais tópicos da entrevista coletiva de Roberto CavaloANÁLISE DO JOGO
– Começamos bem o jogo, no meu entender. Estávamos criando algumas situações e
nos erros individuais tomamos o gol.

A equipe, que é jovem, sentiu o gol e
tentamos até o último minuto. O Figueirense conseguiu se defender e saímos
derrotados hoje.

SUBSTITUIÇÕES
– A ideia é sempre que o time melhore. Estávamos perdendo o jogo e quando você
coloca o Alex e tira o Barreto, ficamos mais expostos, mas a ideia era
melhorar.

Não foi o suficiente e depois optamos pela entrada do Jefferson no
lugar do Bruno. O Gustavo também entrou, tem treinado bem e vamos dar chances a
todos.

Quem mostrar um rendimento melhor no dia a dia e nos jogos, vão ficar
até o fim do ano.DIFICULDADE EM FURAR O BLOQUEIO DO FIGUEIRENSE
– O Figueirense marcou atrás da linha da bola e no intervalo eu pedi esse passe
mais rápido.

Para tentar também uma jogada individual. Mas a marcação do
Figueirense e a maneira que tomamos o gol atrapalhou nossa vida.

CHANCES DE CHEGAR À FINAL
– O campeonato ainda está em aberto. No primeiro turno chegamos até o final e
perdemos para a Chapecoense.

Claro que ficou mais difícil, agora depende de
tropeços. Perdemos em casa e temos que buscar fora.

ANÁLISE DE ALEX SANTANA
– O Alex fez boas jogadas no treinamento, especialmente nos chutes de fora. Mas
ele não conseguiu fazer isso, até pela marcação do Figueirense.

Mas sabemos que
ele precisa melhorar muito para jogar como titular do Criciúma.DUELO COM O GUARANI E DIFERENÇA DOS LÍDERES
– Não dependemos só da gente agora.

Temos que vencer e torcer, pensando no
returno. Esse tropeço atrapalha nosso futuro, mas falei para os jogadores terem
tranquilidade.

Não queríamos que fosse assim, na hora mais equilibrada do
campeonato. O Figueirense segue vivo, e nós precisamos vencer na sexta-feira.

SEMANA TENSA ATRAPALHOU?
– Tudo que está sendo feito é para melhorar os atletas, o plantel, deixar o
Criciúma forte. É normal o questionamento, mas o dia a dia nos mostra que tudo
é para o bem do Criciúma.

Sentimos por não ter dado o presente de Páscoa ao
torcedor que veio. Confira mais notícias do esporte de Santa Catarina no GloboEsporte.

com/sc
.

Fonte: Globo Esporte