O técnico Claudinei Oliveira poderá escalar o quarteto ofensivo do Paraná Clube, formado por Robson, Nadson, Válber e Lúcio Flávio, para enfrentar o Foz do Iguaçu pelas quartas de final do estadual. Por questões médicas ou acúmulo de cartões, o treinador utilizou os quatro juntos em apenas uma das últimas cinco partidas – no empate sem gols com o Cascavel, pela nona rodada. Um dos integrantes do quarteto, o atacante Robson comemora a escalação com o quarteto.

 O jogo está marcado para 18h30 (horário de Brasília) de domingo, no Estádio do ABC.- É onde a gente conseguiu as cinco vitórias seguidas, onde praticamente conseguimos classificar com este time.

Acho que vai ser bom voltar a jogar com Lúcio (Flávio), Nadson e Válber ali, os meninos que voltaram. Acho que a gente tem tudo para fazer um grande jogo lá – falou em entrevista coletiva na sexta-feira.

Robson e seus companheiros buscam encontrar alternativas para superar a marcação. O Paraná não vence há quatro partidas.

São três empates e uma derrota neste período. O atacante diz que o time, que já tem seus pontos fortes conhecidos pelos adversários, precisa ter criatividade.

– Começo de campeonato é tudo novo, todo mundo quer ver como o adversário joga, e eles acabaram pegando nosso jeito. Cabe a nós e o professor (Claudinei) criarmos a melhor forma para poder sair desta marcação e conseguir o resultado positivo.

Ele sempre treina bastante, sempre está intercalando, trocando as peças para ver onde pode surpreender o adversário. Acho que nosso time está bem preparado, bem focado e com a cabeça tranquila e tenho certeza que vamos fazer um grande jogo.

Confira tambémConfrontos das quartas de final do Campeonato ParanaenseIngressos à venda para o primeiro jogo das quartas de finalCom grupo enxuto, Claudinei não prioriza uma competição”É impossível pensar no Paraná sem a Vila”, diz presidenteO jogo de volta será no próximo final de semana, na Vila Capanema. A única vantagem do Tricolor é decidir em casa.

Dois resultados iguais levam a decisão para os pênaltis. Por isso, Robson cobra atenção total para evitar surpresas no jogo de domingo.

– Querendo ou não, a gente sabe que, se perder, está fora, por mais que tenha o jogo dentro de casa, com um resultado positivo lá, a gente vem para dentro de casa com uma bela vantagem. Então, tem que saber jogar fora de casa, saber jogar o mata-mata porque, com um descuido, a gente acaba perdendo.

Basta a gente entrar dentro de campo contra o Foz, domingo, e botar em
prático tudo o que fizemos no começo do campeonato. O que passou,
passou.

Agora é um novo campeonato, e a gente vai fazer de tudo para
sair com a vitória – completou.A partida entre Foz e Paraná, às 18h30 de domingo, terá a arbitragem de Rogério Menon da Silva.

Ele será auxiliado por Antônio Marcos de Andrade e Eduardo Teixeira Furiatti.O Premiere FC transmite o jogo através do sistema pay-per-view, e o GloboEsporte.

com acompanha em Tempo Real, com vídeos dos principais lances, a partir de 17h30.Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.

com/parana
.

Fonte: Globo Esporte