Principal jogador do elenco do Flamengo, o atacante Paolo Guerrero deixou o gramado do Estádio Municipal de Juiz de Fora, neste sábado, onde o Rubro-Negro empatou por 2 a 2 com o Botafogo, bastante criticado. Apesar das inúmeras chances perdidas, Roger Flores defendeu o camisa 9 da equipe da Gávea. O comentarista lembrou que o jogador participou de três partidas nos últimos cinco dias e seria impossível cobrar um grande desempenho do jogador peruano pelo desgaste físico (assista ao vídeo).

– Eu posso defender o Guerrero? A gente tem analisar o contexto físico. O Guerrero jogou terça, quarta e sábado.

É uma crueldade para um atleta de futebol. Esperar uma participação efetiva do Guerrero durante 90 minutos no jogo deste sábado é insano da nossa parte (.

..

). Ele ser o pior em campo contra o Botafogo não me surpreende, pois jogou terça contra Uruguai, na quarta-feira contra o Vasco em Brasília e no sábado em Juiz de Fora.

Em cinco dias ele fez três jogos. É uma crueldade crucificar o Guerrero no duelo deste sábado, como seria na partida de quarta-feira após ter jogado 90 minutos pela seleção do Peru – disse ao “Troca de Passes”.

Guerrero deixou o gramado do Estádio Municipal de Juiz de Fora sem balançar as redes (Foto: Vitor Silva / SS Press)O comentarista não vê o jovem Felipe Vizeu pronto para ser titular, apesar de já ter mostrado uma boa qualidade técnica. De acordo com Roger, para Guerrero perder a condição de titular no Flamengo, o técnico Muricy Ramalho precisa mudar o esquema tático da equipe.

– O Guerrero não tem substituto. O Felipe Vizeu ainda é muito novo.

Acredito que no momento que você cria muita expectativa, pode acabar queimando o menino. Acho que não é o momento do Vizeu ser titular.

Agora, se o Muricy optar por outro esquema e entender que o Flamengo não tem a necessidade de ter um centroavante específico durante algum momento de uma partida, aí eu entendo que o Guerrero pode ser uma opção de banco.Paolo Guerrero entrou em campo em três oportunidades nos últimos cinco dias.

Na quarta-feira ele vestiu o uniforme do Peru na derrota de 1 a 0 para o Uruguai, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Um dia depois, o jogador foi a Brasília defender o Flamengo no empate de 1 a 1 com o Vasco.

Neste sábado, o centroavante esteve em campo no empate de 2 a 2 com o Botafogo, em Juiz de Fora.LEIA MAIS:Botafogo não matou a partida, mas placar foi ruim para o Fla, diz Lédio
.

Fonte: Globo Esporte