A Fifa divulgou na manhã desta terça-feira que multou o Santos em 75 mil francos suíços – pouco mais de R$ 280 mil – por ter usado a colaboração de grupos de empresários, DIS e Teisa, na venda do atacante para o Barcelona. Mas o Santos afirma que não recebeu notificação oficial da entidade máxima do futebol sobre a multa.
Leia também: Santos é multado pela Fifa por irregularidade na venda de Neymar
Em nota oficial, o Santos nega ter recebido qualquer penalidade até o momento:
O Santos vem sendo questionado acerca de um alegado procedimento iniciado pela FIFA em que teria sido penalizado e vem esclarecer não haver recebido nenhuma notificação, quer da FIFA, quer da CBF acerca de qualquer imposição de penalidade ao Santos FC, por nenhuma esfera.

O Santos FC está e sempre esteve à disposição da FIFA e da CBF para quaisquer esclarecimentos e exibição de documentos que forem solicitados.
O regulamento de transferências da fifa proíbe a utilização de “terceiros” na transferência de atletas.

O caso ocorreu na gestão Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor.
“Considera-se o clube responsável por ter assinado contratos que permitiam a terceiros influir nas dependências do clube em questões relacionadas à contratação e transferências; não ter declarado a informação obrigatória no sistema de transferências internacionais (ITMS) e não ter colaborado na investigação da Fifa”, diz o comunicado da entidade máxima do futebol.

A Fifa só puniu o Santos pois o próprio clube entrou com ação contra Neymar avisando que DIZ e Teisa deveriam ser notificadas sobre propostas pelo atacante.

.

Fonte: Torcedores.com