A recuperação do Fluminense, iniciada pelo auxiliar Marcão nas vitórias sobre Friburguense e América, ganhou forma sob o comando de Levir Culpi. Em seis jogos, ele conseguiu 66,6% de aproveitamento e se mantém invicto, algo que seus antecessores não conseguiram no mesmo período. Dos últimos cinco treinadores, apenas Cristóvão Borges teve melhor aproveitamento no início do trabalho – cinco vitórias e uma derrota, 83,3% de aproveitamento.

Ricardo Drubscky, sucessor de Cristóvão, conseguiu os mesmos 66,6% de Levir, mas com quatro vitórias e duas derrotas. Ele sairia dois jogos depois, com um total de oito, após perder para o Atlético-MG por 4 a 1.

Enderson Moreira iniciou com resultados um pouco piores: três vitórias, dois empates e uma derrota – 61,1%. Quem teve mais dificuldades nas primeiras partidas foi o antecessor de Levir, Eduardo Baptista, que teve duas vitórias, dois empates e duas derrotas – 44,4% de aproveitamento.

Além dos números, o time teve uma melhora de desempenho com o novo comandante, que deu mais organização e recuperou o ânimo de alguns atletas, como Gum, Jonathan e Osvaldo. Sinal da evolução é o fato de o Flu não ter levado gol em quatro dos seis jogos com Levir.

O treinador terá no fim deste mês a chance de fazer algo que os outros também não conseguiram – ser campeão. O Flu decide a taça da Primeira Liga com o Atlético-PR, em Juiz de Fora.

O meia Gustavo Scarpa acredita que o fato de Levir ter um currículo vencedor faz com que o elenco tricolor tenha mais confiança em suas ideias.- Ele tem um histórico muito vencedor, aí a galera acaba comprando a ideia dele com mais facilidade.

São oito jogos de invencibilidade (seis com Levir). Aos poucos ele consegue implantar na nossa equipe aquilo que ele acredita.

No Atlético-MG, ele diz que dificilmente mudava a escalação, desde que o time estivesse conseguindo os resultados, como é o nosso caso agora. Fico mais feliz porque estou jogando (risos) – disse o meia.

A invencibilidade de Levir Culpi será colocada à prova mais uma vez neste sábado, às 18h30, quando o Fluminense enfrenta o Madureira, em Macaé. O Tricolor está na segunda posição da Taça Guanabara com oito pontos.

.

Fonte: Globo Esporte