O Remo não tem mais chances de disputar as semifinais do
segundo turno do Campeonato Paraense. Com o empate em 1 a 1 no clássico Re-Pa,
o Leão não pode ultrapassar o Cametá na última rodada da fase de classificação
do próximo final de semana. Com três pontos decorrentes de três empates no
Grupo A1, os azulinos, caso vençam o São Raimundo, só poderiam chegar aos seis
pontos, mesma pontuação do Mapará, segundo colocado, porém, os cametaenses
levariam vantagem no critério de desempate, com uma vitória a mais.

 Além de ficar de fora da briga pelo tricampeonato do
Parazão, os remistas também correm o risco de não jogarem as Copas Verde e do
Brasil em 2017. Entenda:O estado do Pará vai ter três clubes na Copa do Brasil do
ano que vem.

Uma das vagas já é do Paysandu, campeão do primeiro turno do
Estadual. As outras duas também serão definidas pelo Campeonato Paraense.

Uma vaga
será do vencedor da Taça Estado do Pará que, caso não seja o Papão, ficará com
a outra equipe que garantir o segundo turno. A última seria do terceiro
colocado na classificação geral do Parazão.

 Neste momento, o Remo é o quarto colocado na classificação
do campeonato local, com 14 pontos, ficando atrás do São Francisco, segundo, e
São Raimundo, terceiro, que têm a mesma pontuação. Independente Tucuruí, com 13
pontos, Paragominas, com 10, Cametá, com nove, e Parauapebas, com oito pontos,
também brigam pela classificação às semi do segundo turno e podem ultrapassar
os azulinos em número de pontos.

Outra vaga em risco para o Remo é a da Copa Verde. Sem chance de garantir o título do Parazão, a equipe do técnico Marcelo Veiga teria que ser uma das quatro contempladas através do ranking
da CBF.

Hoje, nove times da região do torneio estão à frente dos paraenses,
(69º) no Ranking Nacional de Clubes: Goiás (15º), Atlético-GO (28º), Paysandu (30º),
Luverdense (36º), Vila Nova (44º), Águia de Marabá (55º), Nacional-AM (64º),
Rio Branco-AC (65º) e Brasiliense (67º). Para jogar a Copa Verde, o Remo precisa superar uns e
torcer para que os outros concorrentes sejam campeões dos seus respectivos
Estaduais.

O avanço no ranking vai depender das campanhas azulinas na Série C e
na Copa do Brasil deste ano. Dos clubes que estão acima, quatro são da
Série D: Rio Branco, Nacional, Brasiliense e Águia.

Na Quarta Divisão, a pontuação no
ranking vai de 51 a 100 pontos, enquanto que, na Série C, é de 102 a 200
pontos.*Com informações de Carlos Ferreira, comentarista do SporTV e da TV Liberal.

.

Fonte: Globo Esporte