Uma doença incomum ao meio do futebol trouxe uma dor de cabeça e tanto ao técnico Roger Machado para as próximas partidas. A caxumba que tira o volante Ramiro de ação por 10 dias muda, basicamente, a característica da função. Enquanto o treinador encontrou no meio-campista uma opção mais segura defensivamente, entrará em duas decisões com Wallace Oliveira ou Wesley no setor, tidos mais ofensivos e que ainda não aprovaram no ano.

LEIA MAIS > Grêmio não descarta novos casos de caxumba> Everton volta a treinar e Marcelo Oliveira é baixaÉ justamente por isso que o clube busca um reforço para a função. O entendimento é que as características da dupla de laterais são semelhantes, com mais valências voltadas ao ataque.

Por outro lado, Ramiro, apesar de ter boa chegada ao fundo, se destaca pela capacidade de fechar os espaços pelo lado do campo, por seu histórico como volante. O nome buscado pela diretoria é Emilio Zeballos, do Defensor.

O diretor executivo Rui Costa esteve em Montevidéu e se reuniu com dirigentes do clube uruguaio, o próprio atleta e seu empresário. As conversas ainda não chegaram a um denominador comum, e o Grêmio praticamente descarta o negócio se os parâmetros estipulados pelo clube não forem contemplados.

– Estamos buscando agregar um perfil diferente de lateral ao Grêmio. Temos plena confiança no Wallace e no Wesley, mas tínhamos que ter três alternativas, sobretudo na Libertadores, onde às vezes é necessário um lateral com uma característica mais defensiva e imposição física – comentou Rui.

As duas próximas partidas do calendário gremista são decisivas. Na quarta-feira, na Arena, enfrenta o Brasil de Pelotas, pelas quartas de final do Gauchão.

Na semana que vem, duela com a LDU, em Quito, em partida que pode encaminhar o futuro na Libertadores.A tendência é que Wallace Oliveira seja o escolhido.

O lateral já atuou no empate com o Juventude no último domingo, no time misto levado ao gramado por Roger. Participou da jogada do primeiro gol do Grêmio.

Mas os dois gols do time alviverde saíram pelo seu lado. No primeiro, Bruno Ribeiro fica com cruzamento mal afastado por Bruno Grassi e finaliza, enquanto no segundo o lateral comete pênalti por tocar a mão na bola.

No ano, o reforço tem nove jogos. Iniciou a temporada como titular, mas perdeu a posição após sofrer lesão muscular.

Está ainda em readaptação ao futebol brasileiro. A outra opção é Wesley, jovem da base que busca seu espaço.

São seis jogos feitos, o principal deles contra o San Lorenzo, na Arena, pela Libertadores. Depois da partida, houve a leitura de que o jogador ainda precisava amadurecer.

– Estamos em uma fase muito importante. Teoricamente, teríamos que ter todos à disposição.

Mas acontecem os problemas. Quem estiver na partida, vai dar o melhor para que a gente possa vencer o jogo – comentou o capitão Maicon em entrevista coletiva.

A opção menos provável para Roger é Kaio. O volante, também da base gremista, já recebeu oportunidades em sua função no Gauchão e também atuou em uma partida pela lateral, contra o Cruzeiro-RS, na vitória por 3 a 1, no Estádio do Vale.

Seria a alternativa de característica mais defensiva, ainda que fora de função – mesmo caso de Ramiro. O treino da tarde desta terça-feira, no CT Luiz Carvalho, pode dirimir a dúvida.

O pouco tempo de recuperação entre o empate de domingo e o duelo de quarta, porém, pode fazer os jogadores que atuaram no fim de semana não estarem no campo. Roger, assim, mantém a dúvida para si.

Nas posições restantes, o Tricolor deve ter o que há de melhor à disposição, com: Marcelo Grohe; Wallace Oliveira (Wesley ou Kaio), Pedro Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, Giuliano, Douglas e Luan; Bobô. Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.

com/rs
.

Fonte: Globo Esporte