A campanha do Avaí no returno do Campeonato Catarinense tem sido preocupante. Em seis jogos, seis derrotas, com a segunda pior defesa e de longe o ataque mais ineficiente. A falta de gol, aliás, tem relação direta com a ausência de vitórias.

Na fase final do estadual, apenas um tento marcado.O único gol avaiano foi na derrota para o Metropolitano, por 4 a 1, dia 13 de março.

No domingo, data do clássico contra o Figueirense, o Leão completa 28 dias sem uma bola na rede e precisa mudar o panorama para acabar com a crise instalada na Ressacada.Tanto o técnico Raul Cabral quanto Silas buscaram alternativas.

Mexeram no meio de campo e no ataque, mas o resultado não aconteceu. Além de sofrer muitos gols, a baixa produção na frente ficou visível.

As jogadas não são criadas e, quando acontecem, a finalização não é precisa.Além do problema ofensivo, o rebaixamento voltou a preocupar o Avaí.

A equipe está em sétimo na classificação geral, a três pontos do Camboriú, primeiro time da degola. Logo, o risco de queda é real, e o Leão precisa vencer com urgência.

Esse é o terceiro ano consecutivo que o Avaí lida com o rebaixamento no estadual. Em 2014, conseguiu o acesso no restante da temporada e mostrou crescimento, mas na temporada passada não resistiu na elite.

Agora, busca uma nova recuperação para espantar o primeiro fantasma do ano.Confira mais notícias do esporte de Santa Catarina no GloboEsporte.

com/sc
.

Fonte: Globo Esporte