Suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) até 9 de maio por caso de doping revelado no ano passado, Nilton aproveita o período alijado dos compromissos oficiais para fazer mais do que apenas treinar pelo Inter. Sem poder ser relacionado para as partidas, o volante assume seu lado “torcedor”. Vai ao Beira-Rio para vibrar a cada lance de seus companheiros e para ajudá-los como pode: com motivação e conselhos no vestiário.

<b>LEIA MAIS</b>> William é suspenso por seis jogos> Anderson diz que hoje é colorado> Marquinhos recebe atenção de ArgelAs palavras de empenho têm, inclusive, alvo especial. Aos 28 anos, Nilton é bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro e já conta com certa experiência na carreira.

Assim, usa sua trajetória para aconselhar e tranquilizar os garotos do elenco de Argel. Isso antes de a bola rolar.

Em meio aos jogos, assume seu posto nas arquibancadas do Beira-Rio, a ponto de emular os movimentos dos colegas em campo. – Nesse período afastado, sempre que tem os jogos eu vou ao vestiário.

Tenho que ajudar de alguma forma o grupo. Não posso ser egoísta em querer saber só quando estou jogando.

Acabo indo ao vestiário, passo palavras de motivação. Isso não parece, mas ajuda.

Principalmente com os garotos. Quando era mais novo, eu queria escutar alguma palavra de jogador experiente.

Fico na torcida, nervoso. O companheiro dá um chute, você acaba chutando, é espontâneo – afirma o jogador, por meio de sua assessoria de imprensa.

O volante, é claro, faz mais do que torcer pelos comandados de Argel. Reintegrado para treinamentos no começo de fevereiro, Nilton treina duro no CT do Parque Gigante para aprimorar tanto a parte física quanto a parte técnica.

Não vê a hora de voltar, mas conta com a motivação dos companheiros para conter a ansiedade.– Eu não vejo a hora de voltar.

Faço risquinho contando os dias para poder passar mais rápido. Ficou ansioso para acabar esse momento, mas há um lado bom nessa história.

Pude aprimorar as partes física e técnica. Logo poderei dar alegria aos torcedores.

Tenho tudo para voltar com força total. O caminho é esse.

Vou cada vez mais me empenhar – ressalta.O casoO volante está afastado do time principal desde o dia 9 de novembro.

Na ocasião, Nilton – junto de Wellington – teve divulgada a suspensão por testar positivo no exame antidoping para as substâncias hidroclorotiazida e clorotiazida, ambas diuréticas.  Nilton foi flagrado na partida contra o Corinthians, no dia 16 de setembro, pelo Brasileirão, e contra o Palmeiras, dia 30 de setembro, pela Copa do Brasil.

Desde então, sequer podia participar da rotina de trabalho com os companheiros. Para manter a forma, treinava em academias em Porto Alegre e na praia no Rio de Janeiro.

 Em 11 de fevereiro, Nilton foi liberado para trabalhar com os companheiros. Após pequena pré-temporada, começou a participar das atividades comandadas por Argel.

No time reserva, chega a estar presente nos coletivos. Contratado junto ao Cruzeiro no início de 2015, Nilton já disputou 43 partidas pelo clube.

Até o momento, soma dois gols.Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.

com/rs
.

Fonte: Globo Esporte