O momento ruim do Palmeiras não é combustível de motivação para o Corinthians no clássico deste domingo, às 16h, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Segundo Tite, o elenco alvinegro não pode entrar em campo aguardando facilidades por conta da má campanha do rival no Paulistão e na Taça Libertadores.– Se acharmos que podemos ser melhores e não tivermos qualidade técnica, nível de concentração, questões táticas, deixarmos os termos físicos cair e a vaidade bater pela grande campanha, esse é o perigo – afirmou o gaúcho, em entrevista coletiva no Pacaembu.

Campeão da Libertadores pelo Timão em 2012, Tite terá pela frente um técnico com currículo parecido, já que Cuca venceu a competição sul-americana pelo Atlético-MG no ano seguinte. O treinador, porém, não enxerga o duelo fora de campo como fundamental para o resultado final.

– Se fosse só eu, jogaria eu contra o Cuca, ou eu contra o Marcelo (Oliveira, ex-técnico do Palmeiras), mas é um Corinthians x Palmeiras. A equipe toda está amadurecendo, e esse é trabalho de equipe que tem que ser forte.

Quando mais a gente puder fortalecer nossos laços, mais vamos produzir melhor. E em campo não é guerra, nem organizadas se enfrentando.

Queremos um grande espetáculo – destacou.Time de melhor campanha do Paulistão, com 32 pontos, o Timão faz o penúltimo jogo da fase classificatória já ciente que, nas quartas de final, enfrentará o RB Brasil, dentro de casa.

Para o Verdão, porém, que é vice-líder do Grupo B com 18 pontos, o jogo ainda tem peso de classificação.
.

Fonte: Globo Esporte