Um lance sozinho, aos 45 minutos do primeiro tempo contra o Brasil-Pel, tornou Walace dúvida para o jogo do Grêmio diante da LDU, em Quito, pela quinta rodada da Libertadores. O volante tentou interceptar um lançamento do lado esquerdo para o direito de ataque adversário e espichou demais a perna direita. Como consequência, o pé esquerdo ficou para trás e virou, causando uma torção na região.

LEIA MAIS> Roger cita lições: “Não podemos desligar”> Giuliano comemora gol e boa atuação> Agente italiano acompanha WalaceO jogador foi medicado durante o intervalo e voltou para a segunda etapa. Mas não adiantou.

Com apenas 40 segundos, sentiu que a lesão poderia piorar e pediu para ser substituído. Edinho entrou em seu lugar.

Após a partida, vencida pelo Grêmio por 4 a 1, Walace admitiu que as dores podem incomodar durante a noite, antes da viagem para o Equador.– Senti a torção no tornozelo.

Agora é tratar com gelo e espero estar melhor amanhã para viajar – resumiu.Além do meio-campista, o centroavante Bobô também saiu do jogo com a intenção de se preservar.

Após marcar o segundo gol do Grêmio contra o Xavante, não voltou do vestiário para o intervalo. Um problema no músculo adutor da coxa fez com que ele evitasse forçar a perna no segundo tempo.

– Sobre Walace, não falei com o doutor ainda a respeito do tornozelo. Foi uma torção, mas vai ser reavaliado.

Sobre Bobô, falei com ele, disse que a perna pesou um pouco, achou que podia abrir o adutor no segundo tempo e pediu para sair. Não deve ser nada mais grave – afirmou Roger Machado em entrevista coletiva.

Outro jogador que precisará de mais atenção do departamento médico é Marcelo Grohe. No segundo tempo, o goleiro voltou a sentir dores na sola do pé, que causaram fascite plantar recentemente.

Ele confirmou que tem convivido com as dores em campo, mas acredita que não será problema no Equador.– Voltou a incomodar.

É uma situação que tenho lidado com ela, com a fisioterapia, departamento médico. Mas jogador é assim.

Tem que saber conviver com a dor. Agora é tratar e recuperar, mas nada de mais – declarou Grohe.

O voo do Grêmio para Quito está previsto para as 6h15 desta quinta-feira. A delegação ficará 10 dias em solo equatoriano para se aclimatar à altitude de 2,8 mil metros.

Marcelo Oliveira e Maicon, suspensos, não disputam a partida da próxima quarta-feira, pela 5ª rodada da Libertadores.Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.

com/rs
.

Fonte: Globo Esporte