Acabou a paz. A sexta-feira santa é de protesto no Beira-Rio. Irritados com o momento do Inter, que não vence há quatro partidas, aproximadamente 40 torcedores estiveram no estádio para vociferar.

Bandeiras, faixas que pedem  respeito ao torcedor, “fora Ander$on” e “salário em dia, futebol atrasado” estão expostas na grade  do portão 7 e fogos de artíficio dão o  tom da inconformidade.O canhoto, aliás, é o principal alvo de descontentamento dos aficionados.

Trazido  como a maior contratação no ano passado, nunca conseguiu corresponder em campo. Na eliminação para o Fluminense, foi um dos três que errou pênalti –  Vitinho e Jackson também desperdiçaram, fato que já tinha ocorrido logo em sua estreia pelo clube.

Anderson tem o maior salário do Inter e o passado no Grêmio ainda completam o quadro atual. Torcedores pedem o retorno do camisa  8  para o clube no qual foi revelado.

– Anderson, vá se f..

! Não tens respeito com a camisa do Inter!A direção também não passou impune. Ela também foi cobrada e xingada pelos fãs, que ficaram do lado de fora enquanto os comandados de Argel participam do treino com os portões fechados.

–  Não admitimos desrespeito com o torcedor. Estamos aqui nos manifestando de forma ordeira – disse Ricardo Branco, um dos participantes.

Para o jogo deste  sábado, o  técnico não terá Alisson, a serviço da seleção, Rodrigo Dourado, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita quando defendia a seleção olímpica, William, Andrigo e Alisson Farias, suspensos. Por outro lado, Argel terá os retornos de Paulão e Fernando Bob.

 
.

Fonte: Globo Esporte