três técnicos28 atletassete reforços48,5% de aproveitamento15 gols11 gols sofridosTrês expulsões24.816 torcedoresA calculadora costuma ser uma companheira inseparável de torcedores de futebol, especialmente em momentos de decisão e definição dos campeonatos. Os números, por sua vez, são parte fundamental do jogo e nos ajudam a explicar muito do que acontece dentro do campo.

Por isso, o GloboEsporte.com tratou de analisar os números do Atlético-PR na primeira fase do Campeonato Paranaense.

Ao todo, o Furacão teve três técnicos, 28 jogadores utilizados, três expulsos e quatro vitórias em 11 rodadas, números que fizeram o time rubro-negro terminar o fase inicial do estadual na quarta colocação, com 16 pontos ganhos. Confira os números do Furacão na primeira fase do Campeonato Paranaense01três técnicosEm três meses, o Atlético-PR contou com três diferentes treinadores em 2016 à beira do gramado.

O técnico Cristóvão Borges, que estava no cargo desde outubro, foi demitido após sete jogos no Campeonato Paranaense. Depois, Bruno Pivetti comandou a equipe, de forma interina, em apenas um jogo no estadual: no empate em 1 a 1 com o Londrina.

Na semana seguinte, Paulo Autuori foi anunciado como novo comandante rubro-negro. Até agora, em três jogos na competição, foram duas derrotas e uma vitória com ele à frente da equipe.

0128 atletasDesde a estreia do Furacão no Campeonato Paranaense, no dia 31 de janeiro, contra o Operário-PR, o Atlético-PR colocou em campo 28 jogadores em campo no estadual. Quem mais atuou foi a dupla de volantes: Deivid e Otávio, ambos com 10 jogos.

Em seguida, Weverton, outro remanescente da equipe, atuou em nove das 11 rodadas da primeira fase da competição.01sete reforçosDiferente dos últimos anos, a diretoria do Atlético-PR tratou de reforçar o elenco antes do início das competições em 2016.

No total, sete jogadores chegaram ao CT do Caju: o lateral-direito Léo, os zagueiros Paulo André e Thiago Heleno, o lateral-esquerdo Pará, o meia Vinícius e os atacantes Anderson Lopes e André Lima. Deles, até agora, quem mais atuou no estadual foi Paulo André e Vinícius, com oito jogos cada.

 0148,5% de aproveitamentoQuarto colocado na primeira fase do Campeonato Paranaense, a oscilação do time rubro-negro fica evidente ao analisar o aproveitamento da equipe 11 rodadas iniciais da competição. O Atlético-PR somou no estadual quatro vitórias, quatro empates e três derrotas, um total de 16 pontos e um aproveitamento de 48,5%.

0115 gols A oscilação do clube no Paranaense pode ser justificada pela ineficiência do ataque da equipe. Apesar de ser o quarto colocado da competição, a pontaria do Atlético-PR foi um dos pontos mais criticados durante a primeira fase do estadual.

Com 15 gols marcados, o Furacão tem apenas o sexto melhor ataque do campeonato, uma média pouco superior a um gol por jogo (1,36). A curiosidade fica por conta do número de gols marcados no segundo tempo: ao todo, foram nove só na etapa final.

O artilheiro da equipe é o atacante André Lima, autor de quatro gols no Campeonato Paranaense. (confira um dos gols do atacante contra o PSTC acima).

0111 gols sofridos Embora o ataque tenha deixado a desejar na primeira fase do estadual, a defesa, por sua vez, terminou a fase inicial como a segunda menos vazada, ao lado de Coritiba e Paraná Clube. Com 11 gols tomados, o time atleticano só tomou menos gols que o Londrina, que foi vazado em apenas sete oportunidades.

(veja um dos gols tomados pela defesa atleticana na primeira fase do Paranaense).01Três expulsões Em 11 rodadas, o Atlético-PR teve três expulsões no Paranaense.

Duas delas, curiosamente, aconteceram após o apito final do árbitro. Na derrota do Furacão para o Paraná Clube, na Vila Capanema, pela sétima rodada do estadual, Weverton e Vinícius levaram cartão vermelho após a partida (veja a expulsão do goleiro no vídeo acima).

A outra expulsão aconteceu no Atletiba, desta vez, foi o atacante André Lima que foi para o vestiário mais cedo.0124.

816 torcedoresEsse foi o público de Atlético-PR e Coritiba, pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense. O melhor da primeira fase do estadual.

Apesar da derrota para o rival, a torcida atleticana compareceu em peso e fez barulho na Arena da Baixada.Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.

com/parana
.

Fonte: Globo Esporte