Início de ano escolar era sempre aquela loucura: ganhar quase tudo novo de novo. Se alguns dos materiais de uso pessoal duravam de um ano para outro, muitas novidades só eram “conquistadas” quando se passava para uma série mais avançada. Como a caixa de 42 cores de lápis de cor, por exemplo. Relembre alguns dos itens que deixavam a mochila mais pesada e que fazem dar a maior saudade de ir à papelaria.

1. Maleta de pintura: o kit que vinha do Paraguai com apontador, cola, lápis de cor, borracha, tesoura, régua, tinta aquarela, canetinhas e giz de cera era um dos objetos de desejo mais cobiçados no ambiente escolar.

2. Gizão de cera: tinham os pequeninos, mais rígidos e gelados, mas também aqueles bem grandões, que alguém sempre decidia experimentar pôr na boca. A versão acabou ficando de lado com as tantas opções de canetinhas e lápis de cor, mas era bem usado para pintar e desenhar.

3. Caneta de várias cores: a clássica de três cores era preta, azul e vermelha. Depois, se somou a tonalidade verde. Mas também tinham as “importadas” que em uma só caneta reuniam 10 e até 20 cores!

4. Lápis borracha: quase todo mundo reclamava que ele borrava, não sabia muito bem para que se usava e nem como. Tinha sempre aquele que dava uma “lambida” na ponta, para apagar caneta. O lápis borracha fez sucesso nos anos 1990.

5. Caneta gel perfumada: com ou sem glitter, elas deixavam um cheirinho delicioso no caderno ou na cartinha escrita para a amiga. Quando paravam de funcionar era só trocar a carga.

6. Cola colorida: de todas as cores, elas não eram bem usadas para colar, mas sim para pintar e decorar. Normalmente, vinham nas cores primárias, mas todo mundo misturava para ter novas tonalidades.

7. Borracha de caneta: a famosa borracha de duas cores tinha um lado meio vermelho que apagava lápis e o outro azul que prometia apagar caneta.

8. Borracha troca ponta: cada ponta tinha uma cor, algumas também vinham com cheirinho de frutas, e dava para trocar as pontas até acabar.

9. Corretivo com pincel: deixado de lado com a chegada dos corretivos em caneta ou fita, o corretivo com pincel era um dos itens famosos da década de 1990.

10. Estojo de 36 ou 48 lápis de cor: nessa época, chique era ter o estojo grande de lápis de cor.

11. Tesoura zigue-zague: era o acabamento mais requisitado na hora de finalizar aquele trabalho em cartolina.

12. Plástico estampado: para encapar os livros e cadernos e deixar tudo com cheirinho de novo.

Fonte: Bolsa de Mulher