Aliaksei Smalenski/Shutterstock

Além das zonas erógenas mais comuns, como seios, pescoço e virilha, as mulheres têm alguns pontos improváveis e escondidos que merecem uma dose de estímulo durante o sexo. Afinal, mesmo não sendo regiões “clichês” do corpo feminino, alguns pontos são mais sensíveis ao toque e causam uma excitação intensa.

Segundo a coach de relacionamento Catia Damasceno, existem 5 “novas” zonas erógenas no corpo da mulher, que ficam escondidas e são pouco exploradas. Porém, ela garante que, se tocadas da maneira certa, proporcionam grande prazer.

g-stockstudio/Shutterstock

Áreas sensíveis devem ser tocadas de maneira leve

De acordo com Catia, regiões com maior vascularização são pontos ideais para a excitação feminina. “As articulações são áreas com menos músculos e terminações nervosas mais superficiais”, detalha.

Isso faz com que essas áreas sejam mais sensíveis e provoquem arrepio quando tocadas suavemente.

Por isso, carícias no pulso, axila, virilha, dobra de braço e atrás dos joelhos provocam uma excitação gradual e são ótimas para os momentos das preliminares.

Como tocar 

A coach de relacionamento orienta que, nestas áreas, o contato seja feito aos pouquinhos. O importante é que o casal vá devagar nestes primeiros momentos, para que cada sensação seja despertada de forma intensa.

“O estímulo pode ser feito com gel para beijo, uma pétala de flor, um lenço ou até com uma pedrinha de gelo”. O segredo é o toque suave, quase como cócegas, porém vagaroso.

Fonte: Bolsa de Mulher