Dream79/Shutterstock

Bastante conhecidos por pessoas que pretendem emagrecer e acelerar o metabolismo, os alimentos termogênicos melhoram a circulação sanguínea, facilitam a digestão e ajudam em uma queima mais rápida de calorias, facilitando a perda de peso.

Apesar de saudáveis, chá verde, pimenta, gengibre e outros tipos de termogênicos precisam de moderação, evitando o consumo superior a três vezes ao dial. Além disso, algumas pessoas devem até mesmo passar longe dos alimentos do gênero. Confira se é o seu caso:

1. Pessoas que apresentam quadros frequentes de enxaquecas ou dores constantes de dor de cabeça devem evitar o consumo de termogênicos, já que o incômodo é um dos efeitos colaterais mais comuns quando esse tipo de alimento é ingerido em excesso.

Como acabar com a dor de cabeça: 6 truques inocentes que ajudam a passar

Thinkstock

2. Pessoas hipertensas ou que sofrem com problemas cardíacos também devem evitar o consumo de alimentos termogênicos porque eles tendem a acelerar o metabolismo, aumentando a pressão arterial.

3. Pessoas que sofrem com distúrbios de sono e insônia devem passar longe dos alimentos termogênicos, pois eles possuem suas propriedades estimulantes que atrapalham o descanso durante a noite.

Thinkstock

4. Pessoas que sofrem de ansiedade excessiva tampouco devem abusar de ingredientes termogênicos, já que, em excesso, provoca incômodo também por causa do poder estimulante dos alimentos.

5. Pessoas que enfrentam problemas digestivos, como diarreia, incômodo intestinal e dores abdominais podem ter a condição agravada ao ingerir em excesso os alimentos termogênicos.

Alimentos termogênicos: 

Fonte: Bolsa de Mulher