pikselstock/Shutterstock

Herança genética, hábitos, comportamentos, ambiente e, claro, idade são fatores que, combinados, formam predisposições a determinadas doenças. Nos últimos anos, no entanto, alguns problemas de saúde estão afetando cada vez mais pessoas jovens, algo que não ocorria no passado. Confira algumas delas, segundo estudos reunidos pelo site “Medical Daily”:

Doenças sexualmente transmissíveis

artemisphoto/Shutterstock

Segundo estimativas, jovens entre 15 e 24 representam quase metade de todas contaminações de DSTs. Em especial, o aumento de casos de clamídia e gonorreia que, assim como as demais infecções do tipo, podem ser facilmente evitadas com uso de preservativo nas relações íntimas.

Hipertensão

Saiba como controlar a pressão arterial com exercícios físicos

Thinkstock

Estima-se que um em cada três adultos sofre de pressão arterial elevada, mas uma recente análise indica que 19% dos jovens adultos apresentam a condição, um número maior de jovens adultos do que observado em anos anteriores. O problema pode levar a endurecimento das artérias, acidente vascular cerebral, hemorragia cerebral, disfunção renal, e até mesmo cegueira.

Distúrbios alimentares

Photographee.eu/ShutterStock

Segundo a Organização de Distúrbios Alimentares, 20 milhões de mulheres americanas e 10 milhões de homens americanos vão sofrer de algum tipo de transtorno alimentar em algum momento da vida. Embora doenças como anorexia nervosa, bulimia e compulsão alimentar parecem estar aumentando em uma população mais velha, a tendência também apresenta aumento entre pessoas jovens.

Diabetes tipo 2

Diferenças entre diabetes gestacional, tipo 1 e tipo 2 que você precisa entender

Thinkstock

Antigamente, a doença era descrita como diabetes de início da vida adulta, mas, hoje, quase 4 mil jovens com menos de 20 anos são diagnosticados com diabetes tipo 2 nos EUA a cada ano. A taxa em crianças aumentou 21% entre 2001 e 2009, fazendo um paralelo ao crescimento da obesidade, o principal fator de risco para a doença.

Obesidade

Thinkstock

Em 2012, mais de um terço das crianças e adolescentes apresentavam sobrepeso e, segundo estimativas, a obesidade mais do que duplicou em crianças e quadruplicou em adolescentes ao longo dos últimos 30 anos. Médicos descrevem o problema como um excesso de peso em relação a uma determinada altura a partir da verificação de gordura, músculo, osso, água ou qualquer combinação destes fatores.

Veja motivos: 

Fonte: Bolsa de Mulher