nathings/istock

Para obter o melhor aconselhamento em caso de separações, recorra a um profissional terapeuta ou advogado que possa ajudá-los a entender como encontrar resolução para o dilema. De qualquer maneira, o site do Huffington Post consultou alguns advogados de família e reuniu alguns dos sinais mais evidentes de que um casal está gravemente suscetível ao divórcio.

1. O casal usa como tratamento o silêncio
É um mau sinal se um casal acaba chegando ao tratamento de forma silenciosa. Porém, se por um lado, certas brigas são saudáveis em um relacionamento, quando se transforma em cotidiana, não terá sucesso a longo prazo.

2. Sua vida sexual é medíocre
Isso parece óbvio, e é. As pessoas podem até ficar sem sexo, mas sendo criaturas vivas, o sexo é um desejo natural. Sim, existem relações que perduram sem sexo, mas normalmente elas não têm é relações sexuais com seus parceiros (mas com outros).

3. Vocês têm muito pouco em comum
Embora seja verdade que os opostos se atraem, não assuma que as qualidades pelas quais você se apaixonou vão ser suficientes para manter um casamento.

4. Suas carreiras sempre vêm antes da família
Pode ser um problema quando um parceiro sempre coloca sua carreira acima de tudo, incluindo o relacionamento. Mesmo os mais fortes relacionamentos se deterioram ao longo do tempo quando uma pessoa coloca suas aspirações de carreira à frente do relacionamento.

5. Vocês têm desprezo um pelo outro
Menosprezo e desdém são os principais indicadores que um relacionamento vai acabar se desintegrando. Enquanto se quer um casamento feliz, é preciso respeitar um ao outro e apreciar as suas diferenças, ao invés de ver essas diferenças como sendo sinais de que o outro é estúpido ou está errado.

6. Não são honestos sobre seus gastos
Um casamento é uma parceria e cada pessoa deve ser responsável pelo o outro e pelas finanças da sua família. Um casal pode manter as contas bancárias conjuntas ou separadas, mas quando não há transparência sobre como o dinheiro está sendo gasto e salvo, é quase impossível de definir e atingir metas financeiras, como comprar uma casa ou se planejar para a aposentadoria.

Fonte: Bolsa de Mulher