benhammad/Shutterstock

Não é de hoje que você ouve médicos e cientistas confirmando o impacto real de uma alimentação inadequada no desenvolvimento e agravamento de doenças. O contrário também é uma realidade: algumas escolhas corretas são capazes de fortalecer o organismo e proteger o corpo. Confira 7 problemas de saúde comuns entre mulheres que podem ser prevenidos com a alimentação:

Câncer de mama: de acordo com um trabalho científico da Boston University, nos EUA, mulheres que comem pelo menos duas porções de vegetais diariamente reduzem em 45% as chances de desenvolver a doença. Além de vegetais como brócolis, couves e folhas verdes, outros alimentos indicados para prevenir a condição são: alho, abóbora, nabo e espinafre.

Dores de cabeça: se você sente o incômodo regularmente, procure enriquecer seu cardápio com vitaminas do complexo B, que mantêm em dia o bom funcionamento do sistema nervoso que muitas vezes é a origem do problema. Portanto, aposte em ovos, leite, fígado e atum, por exemplo.

Osteoporose: a falta de cálcio no organismo é a principal causa da doença que chega a afetar aproximadamente 10 milhões de pessoas só no Brasil. Além de leite e seus derivados, você ainda encontra o mineral em alimentos como folhas verde-escuras e sementes, por exemplo.

Depressão: encarada erroneamente por muitos como apenas uma tristeza excessiva causada por motivos psicológicos, a doença possui sim fatores químicos e é resultado de um organismo desregulado. Para driblar a condição, invista na vitamina D, que pode ser encontrada em alimentos como fígado, ovos, iogurte e sardinha, por exemplo.

Thinkstock

Endometriose: o problema provocado pelo crescimento do endométrio fora da cavidade uterina é bastante sério e, em alguns casos, pode causar até infertilidade. Alimentos ricos em ômega 3, como salmão, oleaginosas, nozes e atum são alguns dos exemplos de itens que você deve manter sempre no cardápio para afastar os riscos da doença.

Hipotireoidismo: a doença identificada quando a glândula na tireoide não funciona corretamente provoca diversos incômodos, principalmente entre as mulheres, e, além de tratamento médico, pode ser prevenida através do consumo de zinco e selênio, nutrientes importantes para a produção de hormônios.

Doenças de coração: 

Fonte: Bolsa de Mulher