Os cílios são parte muito importante do rosto, pois são um dos responsáveis pelos olhares marcantes. Muitas mulheres não vivem sem rímel e sofrem com diferentes tipos de máscaras e curvex para arrumá-los.

Ainda assim, quem tem poucos cílios não consegue o alongamento e volume desejados. Por isso que o alongamento de cílios tem feito tanto sucesso nos salões de beleza.

Além de dar um efeito mais marcante e glamouroso, o alongamento é capaz de levantar o olhar, deixar os olhos mais marcados, permite que escolha qual tipo de cílio você quer (podendo variar do natural ao glamouroso) e até disfarçar flacidez nas pálpebras.

Quer saber como funciona? O Bolsa de Mulher te conta detalhes.

Alongamento de cílios clássico

Existem dois tipos de técnicas de alongamento de cílios fio a fio, um deles é o alongamento clássico. Nele, a profissional cola um fio sintético sobre um fio natural e o efeito é bastante natural, bem semelhante ao efeito do rímel.

Carina Arruda, a primeira brasileira a obter certificação internacional pela Novalesh, empresa norte-americana líder mundial no segmento, conta que esta é a técnica que ela mais faz em seu espaço, o Lolla Studio. “Muita gente faz clássico porque não conhece, tem medo que fique artificial, mas muitas acabam mudando depois para o Russian Volume para conseguir volume”.

Alongamento de cílios 2D, 3D, 4D, 5D e 6D

O Russian Volume é a técnica que possibilita criar efeitos 2D, 3D, 3D, 4D, 5D e até 6D. No alongamento de cílios 2D, são colados dois cílios sobre um cílio, no 3D são três e assim consecutivamente até o 6D.

Esta técnica é utilizada com o intuito de conseguir volume e um efeito glamouroso. Neste método são utilizados fios muitos mais finos e leves do que no clássico (seis fios dos usados no Russian Volume equivalem ao peso de um fio do clássico), por isso que é possível colocar até seis fios sintéticos em um fio natural sem que haja interferência no crescimento do fio natural.

Cílios fio a fio: cuidados

Após fazer o alongamento, você já pode dar adeus ao rímel. Como os fios já são pretos, longos e volumosos não tem necessidade de passar rímel e é inclusive contraindicado.

“Não é aconselhável usar o rímel preto porque ele é difícil de tirar e não pode usar nada a base de óleo sobre os olhos, já que isso acelera o processo de descolamento”, explica Margareth Santos, do centro de estética Visuelle.

Carina Arruda, responsável por colocar cílios em Fernanda Paes Leme, Fernanda Souza, Deborah Secco, entre outas globais, complementa que rímel à prova d´água está proibido, já que ele tem óleo em sua composição e pode ser muito prejudicial.

“O óleo do rímel estraga a cola e solta os cílios. O único que pode ser usado é o base de água e mesmo assim tomar cuidado para não usar demaquilante com óleo”, explica a profissional.

A colocação dos cílios demora, em média, duas horas e a manutenção deve ser feita a cada 3 ou 4 semanas. Na manutenção, são recolocados os cílios que estão caindo, enroscando ou que estão em fios que já cresceram.

“Em um mês acontece a renovação de, em média, 50% dos cílios, então a gente recomenda que a manutenção seja feita a cada 4 semanas”, explica Carina Arruda, do Lolla Studio.

Se a pessoa não desejar fazer a manutenção, os cílios vão caindo conforme a renovação dos cílios naturais. Quando um cílio natural cai, o postiço também cai, mas isso não causa nenhum dano aos outros fios.

O alongamento dura quanto tempo?

A recomendação das profissionais é a de ficar 30 dias sem os cílios após seis meses com eles. “O ideal é a pessoa não ficar direto com os cílios por mais de um ano. É melhor retirá-los a cada seis meses para ter um tempo de descanso”, explica Margareth.

Quando quiser retirar os cílios fio a fio, é preciso ir ao local que fez o procedimento porque eles só saem com um removedor próprio para a cola antialérgica usado na aplicação.

Preço do alongamento

Os preços variam bastante dependo do local e técnica escolhidos, podendo ir de R$ 170,00 a R$ 450,00. A manutenção, que deve ser feita a 4 semanas, pode chegar a R$ 300,00.

Fonte: Bolsa de Mulher