Qual é o tamanho da dor da saudade? A que ela pode ser comparada e onde pode caber um sentimento tão grande quando perdemos alguma das pessoas mais importantes de nossas vidas?

Viver o luto depois da morte de um companheiro é um dos momentos mais delicados para quem enfrenta a viuvez. Mas, a situação pode ser transformadora, emocionante e de demonstração de amor a quem partiu. Esta foi a decisão de Sara Alves da Cunha Moreira, uma senhora de 75 anos, que fez a homenagem mais linda que você já viu a seu falecido marido. Ela tatuou em seu braço um desenho que homenageia seu primeiro e único parceiro. Com isso, eternizou a prova de um amor real vivido pelos dois. Prepare os lencinhos.

História de Sara e Carlos Moreira 

Moradora de Santos, no litoral paulista, Sara Alves da Cunha viveu uma tradicional história de amor ao lado de Carlos Alberto Moreira. Os dois se conheceram jovens; ela tinha 15 anos, ele, 17, e logo começaram a namorar.

Foram 5 anos de namoro, até que o casal subiu ao altar, em 1960. Eram os primeiros passos de um romance tão verdadeiro, em que os dois estavam “sempre juntos”, como “vó” Sara contou ao Bolsa de Mulher.

“Nosso relacionamento era ótimo. Eu era filha única e ele me mimou, acabou de me criar. Tinha um cuidado muito grande comigo”, conta Sara, que teve dois filhos com Carlos.

Quando ficou grávida, Sara continuou trabalhando em um banco. Já Carlos era propagandista de laboratório. E, assim, eles criaram a família. “Nós nunca deixamos um ao outro. Sempre estivemos juntos”.

O casal permaneceu unido por 60 anos – 5 de namoro e 55 de casados.

Por conta de problemas sérios de saúde, o amor da vida de Sara faleceu em julho de 2015, aos 77 anos.

“Ele ficou 100 dias na UTI, com problemas no fígado, na próstata e de estômago. Também tinha uma anemia profunda, e por isso sempre recebia transfusão de sangue”.

Tatuagem 

Oito meses depois da morte de Carlos, Sara pensou em uma homenagem inesperada até mesmo para seus familiares.
Ela tem um neto de 25 anos que tem tatuagens pelo corpo e anunciou à família que faria mais uma; neste momento, Sara resolveu acompanhar o neto para tatuar na pele uma homenagem a seu falecido marido.

“Quando ele disse que faria outra, eu disse que iria com ele. Conheço o tatuador, porque ele é amigo do meu neto”, explicou. “Todo mundo ficou ‘meio assim’, mas eu resolvi tudo em um mês”.

No início, a ideia era fazer uma tatuagem com o símbolo do infinito e o nome de Carlos embaixo. Mas, o tatuador Christiano Cavallaro fez um desenho personalizado para eternizar essa demonstração de amor.

Sara tatuou no braço duas alianças entrelaçadas com o nome deles embaixo.

Mesmo com a dor natural a uma sessão de tatuagem, Sara conta que a emoção foi muito maior do que o incômodo causado pela agulha na pele.

“Para falar a verdade, não doeu. A saudade dói mais do que a tatuagem. Eu fiz com tanta vontade, queria tanto, que não senti nada”, revelou, emocionada, ao Bolsa de Mulher.

“Eu fiz de coração. Só me arrependo de uma coisa: não ter feito enquanto ele estava vivo. Mas, eu sei que onde ele está, ele está vendo”.

Ela conta que não pensa em fazer outra tatuagem agora; mas, se fizesse, seria em homenagem à banda do neto.

“Para quem eu devia fazer, que era meu marido, eu fiz. Agora, só se fosse o símbolo da banda dele, porque ele acabou de fazer”.

Com o vídeo da sessão de tatuagem postado nas redes sociais, a história de Sara ficou conhecida por vários internautas. “Eu fiquei surpresa com a repercussão. Hoje em dia o amor é tão vulgar, que muita gente pode pensar que eu fiz só por fazer. Mas, foi de coração”.

Veja o vídeo emocionante da sessão de tatuagem de Sara:

O tatuador Christiano Cavallaro fez as duas alianças com tinta preta e a tipografia dos nomes de Sara e Carlos à mão livre.

“Ela foi a cliente mais velha que já tatuei. Não tem muita diferença da pele mais jovem, apesar de a pele madura ser mais delicada”.

Serviço 

O Cavallaro Tattoo Studio fica no bairro Boqueirão, em Santos, dentro do salão de beleza Studio o13. O vídeo foi produzido pela editora de vídeos BeYou.

Fonte: Bolsa de Mulher