Shulevskyy Volodymyr/Shutterstock

Com sabor que promove uma mistura equilibrada entre o azedinho e o doce de maneira única, a cereja nem sempre está presente na mesa dos brasileiros se comparada a opções mais populares como maçã, banana e laranja, por exemplo. No entanto, existem diversos motivos pelos quais o alimento de coloração vibrante permanecer no seu cardápio.

Com pouquíssimas calorias por porção, a cereja é poderosa no combate a inflamações e pode reduzir as dores de pessoas que sofrem de artrite, por exemplo, por garantir articulações mais fortalecidas e saudáveis.

Shulevskyy Volodymyr/Shutterstock

A fruta ainda é excelente fonte de fibras e vitamina C, contendo 16% de sua quantidade diária recomendada em apenas uma porção de 1 xícara de chá. A longo prazo, a cereja ainda pode até ajudar na saúde do cérebro, turbinando a memória e te deixando mais inteligente. Pesquisas indicam que ela tem o poder de reduzir os sintomas relacionados ao Alzheimer.

A cor avermelhada da cereja é garantida por antocianinas, pigmentos poderosos que possuem efeito positivo na saúde do coração. Ou seja, consumir a fruta pode combater doenças vasculares e proteger o órgão de outros males.

Thinkstock

A pequena frutinha ainda pode ser consumida por quem pratica esportes, uma vez que evita lesão muscular no longo prazo e, devido a seu potencial anti-inflamatório, ainda alivia os possíveis incômodos nos membros depois de uma sessão mais puxada de treinos e exercícios na academia.

Como se não bastasse, a cereja contribui até para uma boa noite de sono. Fonte natural de melatonina, o hormônio que ajuda a controlar o descanso e a dormir melhor, a fruta pode, por exemplo, ser ingerida em forma de suco antes de você se deitar e conseguir, assim, relaxar e desfrutar um sono de maior qualidade.

Suco emagrecedor: 

Fonte: Bolsa de Mulher