A chikungunya pouco a pouco está chamando tanta atenção quanto a dengue e a zika, doenças que, como ela, são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Um levantamento mostrou recentemente que, na região Nordeste, das três, ela é a que mais mata e, agora, um novo estudo traz a informação inédita de que ela pode causar alterações vasculares mais sérias, como inchaço e até trombose.

Chikungunya causa problemas vasculares

A pesquisa, realizada por especialistas do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, traçou uma relação inédita entre alterações do sistema vascular e linfático e a infecção pelo vírus chikungunya, caracterizado por febre alta e dores articulares e transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

Em entrevista ao site de notícias G1, a cirurgiã vascular Catarina Almeida, que está à frente da pesquisa, disse que a ligação entre as alterações vasculares e linfáticas e a febre chikungunya começou a ser notada através do aumento do número de pessoas que chegavam ao ambulatório do hospital com calor nas pernas e vermelhidão e, ainda, na fase aguda da arbovirose.

Em sua primeira fase, que durou 4 meses e foi finalizada em junho de 2016, a pesquisa analisou 23 pessoas com edema em uma ou nas duas pernas e que, concomitantemente, tivessem sido infectados pelo vírus da chikungunya.

O estudo, que ainda não está concluído, mostrou que em 61% dos casos avaliados havia um acometimento do sistema linfático. Segundo o site de notícias G1, os pesquisadores detectaram linfedema agudo e trombose venosa nas pernas dos pacientes.

Na próxima etapa, a análise irá realizar novos testes no sistema linfático dos pacientes para avaliar a persistência das alterações identificadas na primeira fase, a fim de descobrir se os problemas circulatórios são apenas temporários ou permanentes.

Linfedema agudo e trombose venosa nas pernas: o que são?

Linfedema nada mais é que o inchaço anormal de uma parte do corpo que pode ser causado pelo extravasamento da linfa, líquido que circula por dentro dos vasos linfáticos, para o tecido que os circunda. A causa pode ser uma alteração da permeabilidade do vaso ou um entupimento, por exemplo. Já a trombose venosa é caracterizada pela formação de trombos nos vasos sanguíneos, impedindo a adequada passagem de sangue.

Fonte: Bolsa de Mulher