por Jaqueline Rodrigues

Foi comprovado cientificamente, não é apenas uma frescura boba de quem não consegue se bastar sozinho. De acordo com um estudo publicado no jornal científico Heart, o isolamento social ou o sentimento de solidão podem aumentar o risco de doença coronária e AVC (acidente vascular cerebral).

A pesquisa compilou e analisou informações de 23 estudos diferentes e dados de 180 mil homens e mulheres de 18 anos, e revelou que em duas décadas aconteceram mais de 4 mil casos de doenças do coração e 3 mil derrames em que as causas foram a solidão, o isolamento social e, em algumas situações, ambos.

Os cientistas descobriram que a solidão e o isolamento social aumentam o risco relativo de ter um ataque cardíaco, angina ou morte por doença cardíaca em 29%, e o risco de derrame em 32% sem qualquer distinção entre homens e mulheres.

“Como o resultado comprova que ficar sozinho é um fator de risco, devemos evitar ao máximo essas situações”, disse Nicole K. Valtorta autora do estudo e pesquisadora na Universidade de York, na Inglaterra. Contudo, segundo a especialista, o experimento é apenas uma revisão de estudos observacionais, por isso, não é possível estabelecer as relações diretas de causa e efeito.

Fonte: Bolsa de Mulher