por Jaqueline Rodrigues

Thinkstock

Segundo a blogueira Julia Doorman do canal Cabelos de Rainha, na hora de aplicar nos cabelos, tanto o óleo do coco virgem como o extravirgem são completamente iguais. “Não tem diferença nenhuma, tanto o virgem quanto o extravirgem têm o mesmo resultado nos cabelos”.

Para fazer a umectação dos fios, Julia também prefere o óleo de coco. O que é importante ficar atenta na hora comprar é identificar no rótulo se o produto é natural, livre de conservantes e produtos químicos. “Ele não pode ser modificado de nenhuma forma e também não pode ter outros óleos adicionados ou misturados”, explica.

Outro detalhe importante é identificar se ele é refinado ou não. “Geralmente, os produtos de farmácia são refinados e modificados, além de levarem aroma (perfume) em sua composição. Eles têm poucos nutrientes para os cabelos e não indicados para usar na umectação”.

Resumindo, para um óleo de coco ter qualidade, ele precisa ser 100% vegetal e natural, virgem e prensado a frio. A novidade é a apresentação em spray que pode ajudar na hora da aplicação pré-shampoo. Julia costuma passar óleo de coco nas pontinhas do cabelo para protegê-los do sulfato do shampoo que resseca demais  os fios. 

Assista às dicas da blogueira:

Fonte: Bolsa de Mulher