Elas comoveram o mundo inteiro porque nasceram em um parto prematuro com as mãozinhas dadas assim que saíram da barriga – e a cena, devidamente registrada na fotografia acima, é uma prova real de que a conexão entre gêmeos pode ser muito maior do que a gente imagina. Agora, com 2 anos, as irmãs Jenna e Jillian Thistlethwaite se tornaram menininhas encantadoras e continuam “um grude”, como contou a mãe ao site Today. Veja como estão as meninas hoje, que são um exemplo de fofura e cumplicidade.

Se não bastassem dividir o mesmo saco amniótico enquanto estavam na barriga, Jenna e Jillian – que são do estado de Ohio, nos Estados Unidos – vieram ao mundo de mãos dadas e em um intervalo de apenas 48 segundos.

A gravidez era considerada de risco – em gestação de gêmeos que dividem o mesmo saco amniótico há chance de os cordões umbilicais se enrolarem. Por isso, a mãe das meninas, Sarah Thistlethwaite, precisou ficar em repouso por mais de 1 mês até a realização do parto, que foi cesárea. As meninas nasceram sete semanas antes do previsto.

Apesar de todas essas condições, nenhuma das duas teve problemas de saúde em todo esse tempo.

“Elas não têm nenhum problema de saúde. São crianças normais de 2 anos. Elas correm por aí atrás do irmão, que ensina a elas quase tudo que elas não deviam fazer, mas fazem mesmo assim”, conta a mãe.

Irmãs inseparáveis

De acordo com Sarah, as garotas são inseparáveis e sempre choram quando precisam se afastar uma da outra. O irmão mais velho, Jaxon, de 3 anos, também entra nesse “grude”, apesar de elas terem, digamos, uma ligação especial. Ele, aliás, é quem ajuda os pais a identificarem quem é quem – já que a única diferença entre elas é que Jillian tem um sinal de uma pequena veia em seu nariz.

“Todos os três são muito, muito próximos, mas as meninas têm essa ligação inexplicável. Honestamente, afastá-las ou fazer qualquer coisa com as duas separadamente fará com que elas chorem. Elas não querem estar longe uma da outra”.

As gêmeas ainda adoram escalar, nadar e batem o pé para fazer suas vontades, principalmente quando o assunto é brigar pelos brinquedos preferidos.

Jenna e Jillian nasceram em maio de 2014. A mãe relembrou ao site a emoção da equipe médica ao perceber que as duas estavam de mãos dadas.

“Esse fato explica toda a gravidez para mim, elas estavam juntas o tempo todo. Elas precisam uma da outra, estão lá uma para a outra”.

Fonte: Bolsa de Mulher