Faxine sua geladeira seguindo essas 6 dicas inteligentes: cada coisa tem seu lugar

Thinkstock

Em tempos de crise, qualquer medida aparentemente pequena e simples de economizar dinheiro pode fazer toda a diferença para evitar comprometer o orçamento da casa. Como as contas de luz, água e gás não podem ser consideradas um luxo, pelo menos a diminuição dos valores pode ser conquistada através de medidas básicas.

Assim como o chuveiro elétrico, a geladeira é um dos aparelhos que mais consomem energia e pesam no bolso, então, que tal conhecer dicas de como poupar dinheiro e perceber a diferença logo no mês seguinte? Confira algumas saídas que não custam nada, mais 4 investimentos de longo prazo para gastar menos energia:

Saiba onde colocar cada tipo de produto dentro do refrigerador

Thinkstock

1. Não ignore o botão de temperatura do seu refrigerador, pois justar corretamente o termostato faz diferença na conta de luz. Verifique as indicações do manual do aparelho indicando o melhor posicionamento de acordo com o volume de alimentos na geladeira e a temperatura externa.

2. Evite abrir a geladeira a todo momento, já que cada vez que a porta é aberta o ar gelado escapa e o aparelho precisará trabalhar mais para repor a refrigeração.

3. Não coloque alimentos ou panelas quentes dentro da geladeira para evitar que o refrigerador gaste energia resfriando o recipiente.

4. Se possível, mantenha a geladeira cheia. O refrigerador vazio ou com poucos alimentos costuma gastar mais energia.

Parece bobo, mas essa atitude fará você NUNCA MAIS comer besteira em casa

Thinkstock

5. Por outro lado, evite manter freezer e geladeira cheios demais. O excedente da capacidade interfere na circulação de ar gelado e pode aumentar o gasto de energia.

6. Mantenha a geladeira longe de fontes de calor, como fogão, máquina de lavar louça ou mesmo em contato direto com o sol.

7. Verifique sempre a borracha de vedação da porta da geladeira para ter certeza de que o aparelho está completamente fechado. A pouca aderência pode fazer com que o ar gelado escape, gastando mais energia.

8. A limpeza e descongelamento da geladeira pode variar de acordo com cada residência, mas evite passar muito tempo sem realizar uma faxina e desligamento para que o acúmulo de gelo não comprometa o funcionamento e provoque gasto extra de energia.

1. Na hora de comprar uma geladeira, perceba que, na maioria dos casos, um aparelho de 700 litros costuma ser ideal para uma família. Um tamanho superior a este pode fazer com que você gaste mais energia.

2. Procure comprar um refrigerador com selo de economia. Pode parecer bobagem, mas a regulagem faz sim diferença na conta de luz.

3. Ao procurar um novo refrigerador, prefira ainda um modelo que previne condensação e permita ajuste de temperatura. Isso pode ajudar a economizar até 10% de energia.

Fonte: Bolsa de Mulher