Entre as várias denominações complexas que aparecem quando você pesquisa sobre dieta, emagrecimento e controle do apetite certamente estão a grelina e leptina. Isso porque são estes dois hormônios que são responsáveis pela regulação da fome e que, em desarmonia, podem provocar uma verdadeira bagunça no organismo.

A grelina é o hormônio secretado pelas paredes do estômago e que, basicamente, faz com que você sinta fome. Já a leptina, secretada por células de gordura, é responsável por informar o seu corpo sobre a saciedade de suas reservas de energia.

Maria Starus/Shutterstock

Na corrente sanguínea, os dois hormônios seguem em direção ao hipotálamo do cérebro e realizam o equilíbrio entre fome e saciedade. Isso, claro, se está tudo em ordem com o seu organismo. Quando alguma alteração acontece e você se torna mais resistente à leptina, a grelina assume as rédeas da situação, fazendo você comer mais e, consequentemente, engordar.

Thinkstock

Se a ideia de emagrecer dormindo pode soar como algo milagroso, saiba que existe um fundo de verdade no fenômeno, já que o sono é essencial para o controle e regulação dos dois hormônios.

Segundo estudos, pessoas que dormem menos de seis horas por noite podem sofrer com uma elevação dos níveis de grelina, o hormônio da fome, e redução da leptina, que dá o aviso de que o corpo está satisfeito e não precisa de mais alimentos. Além disso, dormir bem alivia o estresse e a ansiedade, sentimentos conhecidos como gatilhos para o descontrole do apetite.

Sem remédios: 

Fonte: Bolsa de Mulher