A apresentadora Luciana Gimenez compartilhou alguns vídeos em que aparece fazendo Dermaroller – microagulhamento para a indução de colágeno. No rosto de Luciana, a dermatologista Lorice Miguel conta que usou um roller com 540 agulhas.

Dermaroller: como funciona?

Lorice explica que o roller pode ter de 198 a 1080 agulhadas, sendo que a largura varia de acordo com o intuito do procedimento estético. “Os rollers mais finos são usados em estrias, no rosto, geralmente, é usado o de 540 agulhas. Os mais largos são indicados para o corpo, para o tratamento de flacidez corporal e celulites”, explica.

Antes de iniciar o microagulhamento no rosto de Gimenez, Lorice fez a limpeza da pele seguida da aplicação do anestésico e deixou a pomada agir por cerca de 30 minutos. Depois disso, ela começou a passar o roller sobre o rosto para estimular a produção de colágeno, a oxigenação e a circulação na região.

Microagulhamento no rosto

Durante o procedimento, Lorice vai aplicando vitaminas com a própria agulha para tratar e hidratar a pele e aumentar a produção de colágeno. “Uso produtos específicos para este tratamento. São usadas medicações para cada tipo de pele para o tratamento ser mais eficaz”.

Os produtos usados nesta fase são manipulados de acordo com as necessidades de cada paciente. Entre os componentes mais comuns estão a ureia, enzimas, a bromelina e a clorexidina.

O microagulhamento promete melhorar a textura da pele, atenuar cicatrizes, rugas, linhas de expressão e manchas, deixando a pele mais bonita e proporcionando um aspecto rejuvenescido.

Aumento da produção de colágeno

Depois de finalizar o roller, a dermatologista limpa a pele com soro fisiológico, aguarda a região parar de sangrar e aplica mais fórmulas de uso clínico como vitaminas, volumizadores, tensores e antioxidantes para continuar com a estimulação de colágeno.

Após estas etapas, a dermatologista aplicou uma máscara de colágeno no rosto de Luciana e finalizou massageando com um fator de crescimento que contribui para a cicatrização.

“O intuito é estimular os fatores naturais da pele, ele mexe na estrutura do tecido e traz novos capilares para se integrar à camada superficial da pele. Tem ação terapêutica”, comenta Lorice.  

Preço da sessão de microagulhamento

Cada sessão custa entre R$ 490 e R$ 650, variando de acordo com os produtos utilizados durante o procedimento que demora entre uma hora e meia e duas horas.

“Na primeira sessão já é possível ver resultado. O número de sessões varia de acordo com a idade e como está a pele da pessoa. Indico de 3 a 5 sessões por ano”.

Cuidados pós-microagulhamento

Após cada sessão, a pessoa deve evitar tomar sol, deixar o rosto exposto a vapor (enquanto cozinha ou na sauna, por exemplo) e arranhar o local nas primeiras 48 horas. Nos cinco primeiros dias também é importante redobrar os cuidados com a região e passar mais vezes ao dia os cremes prescritos pela dermatologista para prolongar o efeito.

Por tratar as estruturas mais profundas da pele, não é incomum o rosto esquentar após o procedimento. Mesmo com o anestésico, ele chega a doer. O microagulhamento deve ser feito sempre em um local de confiança, já que pode arranhar a pele caso o roller seja mal-aplicado.

A dermatologista explica que o microagulhamento para a estimulação de colágeno é contraindicado para pessoas com câncer de pele ou que já tiveram a doença, que estão com a pele muito bronzeada ou machucada e também pessoas com herpes. 

Fonte: Bolsa de Mulher