A técnica do contorno virou uma das queridinhas da maquiagem e não é à toa: esse jogo de sombra e luz é milagroso para redesenhar o formato do rosto e disfarçar defeitinhos. Mas antes de apostar no truque, é importante identificar qual é o seu tipo de rosto – assim você não erra a mão e não corre o risco de iluminar ou escurecer as áreas erradas. Confira.

Rosto coração: a metade superior é mais larga e queixo mais fino.

Para equilibrar o visual, a sombra ficará concentrada nas laterais superiores. Dessa forma, cria-se a ilusão de rosto mais oval. Além disso, o ideal é iluminar o queixo e o centro da testa para projetá-los à frente.

Rosto longo: mais comprido verticalmente, geralmente com o queixo longo.

Rostos com esse formato geralmente já são finos, por isso, não é necessário contorna-los. Aqui, a dica é sombrear a área do queixo apenas para “achatá-lo” e arredondar o rosto.

Rosto oval: as extremidades são mais finas e o centro mais largo.

Para contornar esse formato, o ideal é sombrear as bochechas e testa. Assim, você dá destaque às maçãs do rosto e afina as laterais.

Rosto pera: a metade superior é mais fina do que a inferior.

Nesse caso, a sombra ficará nas laterais inferiores do rosto – isso vai diminuir a aparências das bochechas. Para finalizar, ilumine bem o centro da testa e a pontinha do queixo para destaca-los.

Rosto quadrado: a testa e o maxilar têm mais ou menos a mesma largura.

O contorno para esse formato tem como objetivo suavizar os traços e deixar o rosto mais oval. Por isso, você deve escurecer tanto as laterais da testa, quanto do maxilar e iluminar a linha central do rosto para destaca-la.

Rosto redondo: tem o desenho bem arredondado, sem curvas.

Para suavizar o contorno e criar a ilusão de curvas, você deve sombrear as bochechas, logo abaixo das maçãs do rosto, e as laterais da testa. Para finalizar, ilumine bem o centro da testa e a pontinha do queixo.

aprenda truque com durex para facilitar a make

Fonte: Bolsa de Mulher