Forewer/Shutterstock

O desejo sexual e o prazer feminino são influenciados por diversos fatores que fazem com que sejam mais ou menos intensos. Um desses fatores é o ciclo hormonal das mulheres.

Segundo o ginecologista e obstetra Malcolm Montgomery, isso acontece porque, diferente dos homens, que produzem testosterona (hormônio da libido masculina) ininterruptamente a partir da puberdade, a mulher só produz estrogênio, o hormônio estimulante da libido feminina, durante metade do ciclo. Assim, há alguns dias em que a excitação é maior, aumentando também a probabilidade de ter orgasmo.

Melhores dias para ter orgasmo

O médico explica que o ciclo menstrual costuma ter de 21 a 35 dias, sendo que a média é de 28 dias. Ele começa no primeiro dia da menstruação.

O período capaz de proporcionar relações mais prazerosas seria a primeira metade do ciclo, graças a certas alterações hormonais, conforme explica o médico: “Nos primeiros 14 dias do ciclo, predominam os estrogênios, que deixam o canal vaginal mais receptivo [maior lubrificação] e a mulher mais comunicativa e extrovertida”, diz.

Porém, apesar de as duas primeiras semanas do ciclo serem as mais favoráveis às relações sexuais para o prazer da mulher, existem ainda os “dias premium” dentro deste período: “Por volta do 10º dia do ciclo tem início o pico de estrogênio e o aumento da testosterona, dando mais lubrificação e aumentando a libido, que deixa o clitóris mais sensível, facilitando o orgasmo”, explica. É nesses dias que o prazer feminino atinge seu ápice.

path21/Shutterstock

Mulheres ficam mais extrovertidas na primeira metade do ciclo

Hormônios femininos e desejo sexual

A produção desses hormônios, que é inibida durante a infância e tem a produção iniciada na puberdade, começa a ser reduzida entre os 45 a 55 anos, quando ocorre a menopausa. Esse período costuma ser conturbado para muitas mulheres e as alterações podem levar à falta de desejo sexual.

Mas, em qualquer idade, por diversas razões, o balanço hormonal pode estar alterado, levando a oscilações de humor, retenção de líquidos, baixa libido, entre outros problemas. Havendo qualquer sinal, é importante consultar um médico que saberá indicar o melhor tratamento. “O uso de algumas medicações hormonais pode corrigir estes fatores”, afirma.

Fonte: Bolsa de Mulher