É só na hora que tem que encarar a mudança que uma família percebe o quanto acumulou em alguns anos de história e como é difícil se desapegar de certas recordações. Todos os trabalhos de escola parecem ter valor sentimental, os guardanapos de bar, as homenagens para o dia dos pais, das mães, os recadinho na geladeira. Enfim, é possível criar todos os registros dessa trajetória sem guardar tanto volume ou precisar de tanto espaço.

Uma ideia bem simples é criar algo parecido com um scrapbook ou um “álbum de fotografias sentimentais”. Faça fotos de tudo o quer imortalizar, dê zoom nos detalhes, e faça cópias back-up. Veja algumas sugestões do que guardar tirando fotografias como registro:

1. Trabalhos escolares das crianças
Guarde as fotografias para emoldurar, admirar, e até consultar mais tarde. É muito divertido poder compartilhar com eles quando mais velhos, para enxergarem sua evolução e não perderem o link com quem eram.

2. Objetos antigos
Principalmente, os que são de família e têm histórias ou momentos gostosos de recordar, como brinquedos e outros objetos que fazem lembrar seus irmãos, pais ou avós.

3. Lembranças do início do namoro
Você pode até montar uma timeline cheia de detalhes e mimos para relembrar sempre a dois.

4. Recordações de alguém que se foi
Nesse caso, qualquer pequena lembrança vale: recados, roupas, acessórios. Algo que te mantenha próximo e conectado de alguma forma com a aura boa de algum ente querido que já morreu.

Fonte: Bolsa de Mulher