Oksana Kuzmina/Shutterstock

Também conhecida como incontinência fecal ou escape fecal, a encoprese infantil tem um nome complexo, mas nada mais é do que o pequeno vazamento de fezes na roupa íntima da criança ou a retenção do cocô por tempo demais pelos pequenos.

A condição normalmente ocorre entre os 2 e 4 anos de idade, justamente o período médio em que as crianças estão abandonando o uso da fralda. O possível vazamento, portanto, pode ocorrer quando o seu filho sofre de cólica e não é capaz de reter o cocô ou quando segura as fezes por um “trauma” de quando tentou ir ao banheiro e sentiu dores ao evacuar por causa de pequenas fissuras na região.

Iulian Valentin/Shutterstock

A associação entre a dor de ir ao banheiro e a necessidade de fazer cocô, então, faria com que a criança evitasse expelir as fezes. Normalmente, o problema é simples de ser solucionado quando o pediatra receita algum remédio natural baseado em fibras. Mas os pais também desempenham papel importante no tratamento, que exige calma e paciência para estabelecer horários para ir ao banheiro e saber que o processo pode se repetir de tempos em tempos.

A situação só merece cuidados extras quando começa a se tornar um empecilho para a criança no convívio social, gerando vergonha, estresse e irritação que podem acabar afetando a autoestima dos pequenos. Em alguns casos, a consulta com um psicólogo pode ser importante para identificar se o problema tem origem emocional ou comportamental.

Cuidados básicos: 

Fonte: Bolsa de Mulher