por Paulo Nobuo

Thinkstock

Se você frequenta academia regularmente, busca informações sobre construção muscular e suplementação, provavelmente já ouviu falar e se deparar com duas diferentes siglas: HGH e IGF-1. Eles são, respectivamente, hormônio de crescimento e fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1, os responsáveis por construir os músculos do corpo.

Juntos, os dois hormônios são capazes de quebrar a gordura do organismo e usar a energia para fortalecer os músculos, ligamentos e tendões. O corpo produz HGH naturalmente, mas após os 20 anos de idade, seus níveis começam a cair 15% ou mais a cada década que passa.

O que fazer para emagrecer sem ficar flácida

Thinkstock

Uma maneira de controlar e estimular o HGC é através de práticas de exercícios de força com muitas repetições e pouco descanso. Um instrutor físico pode ajudar na orientação de atividades que promovem este impulso extra e, consequentemente, garantir mais músculos.

Vale lembrar que algumas pessoas apostam em injeções de hormônios HGH para turbinar o processo de crescimento muscular, mas a prática, além de ilegal, é extremamente perigosa e prejudicial à saúde.

Cardápio maromba: 

Fonte: Bolsa de Mulher