Image Point Fr/ Shutterstock

Por que as pessoas morrem? Para onde elas vão? As perguntas difíceis de filhos pequenos ouvidas especialmente em momentos tristes podem causar insegurança e deixar pais sem saber o que dizer. Explicar a morte para as crianças realmente é algo complexo, mas exige calma e honestidade.

Em um primeiro momento, alguns pais podem tentar amenizar o luto inventando histórias e fantasiando, dizendo que a pessoa que faleceu foi viajar, passear ou mesmo dormiu para sempre. A intenção pode ser boa, mas psicólogos não recomendam a atitude ao abordar o tema com os pequenos.

vlavetal/Shutterstock

A “viagem” pode ser encarada pela criança como uma espécie de abandono e provocar ansiedade e insegurança. Dizer, por exemplo, que a pessoa que se foi dormiu para sempre pode fazer com que o filho pequeno passe a ter medo de pegar no sono, também causando transtornos e traumas.

É preciso explicar para a criança de maneira mais simples possível o que é a morte e deixar claro que faz parte do ciclo da vida. Responda sempre apenas o que for perguntado, mas nunca mentindo para tentar poupar os sentimentos do pequeno. Cada criança vive o luto de forma diferentes modos e respeitar o processo individual é essencial para o crescimento e a superação sem medo, culpa ou traumas.

Educação infantil: 

Fonte: Bolsa de Mulher