Aos 43 anos, a apresentadora Antônia Fontenelle está grávida de 8 meses do segundo filho, o primeiro fruto do relacionamento com o cantor Jonathan Costa. Na reta final da gestação, a apresentadora diz que conta os minutos para o parto e não é só por causa da ansiedade para ver o rostinho do filho, mas também por causa da dificuldade que tem para dormir.

Dificuldades para dormir na gravidez

Dormindo sentada literalmente! Ainda sim os sonhos e sentimentos são os melhores. ❤️🙏

Fontenelle diz que os incômodos começaram a aparecer apenas depois do 7º mês, quando a barriga começou a ficar muito grande. “Não vejo a hora de nascer, o bebê tá muito grande, a barriga tá enorme, não tenho posição para dormir, sinto muita falta de ar, só consigo cochilar sentada. Tô cansada, quero dormir, acho que mesmo quando ele nascer vou conseguir dormir melhor, porque vou poder dormir quando ele dormir”.  

Como dormir melhor na gravidez?

A dificuldade em dormir na reta final é recorrente entre as grávidas por causa do tamanho da barriga, da movimentação do bebê e até mesmo por causa de dores nas costas.

Por isso, a fisioterapeuta da Duoflex e especialista em medicina do sono Carolina Elena Carmona de Oliveira lista dicas para as gestantes dormirem melhor.

– Pratiquer exercícios leves

– Diminua o ritmo das atividades à noite 

– Mantenha o quarto arejado 

– Use pijamas e roupas de cama limpas e confortáveis 

– Evite tomar líquidos duas horas antes de dormir

– Evite comer pouco antes de ir deitar 

– Tente dormir virada para o lado esquerdo 

– Use almofadas sob a barriga e entre as pernas 

– Use um travesseiro que encaixe bem a cabeça 

– Descanse depois do almoço 

– Não fique na cama quando tiver insônia

Gravidez de Antônia Fontenelle

Ao contrário da primeira gestação, Fontenelle diz que está bem mais tranquila. “Os primeiros três meses foram supertranquilos, só tive muito sono e fome. Na primeira tive muitos enjoos e dores de cabeça”, relembrou. Desta vez, ela diz que sentiu só alguns enjoos leves ao escovar os dentes de manhã e ao beber água em jejum.

Já os desejos, foram semelhantes aos de 20 anos atrás. “Muita vontade de frutas azedas, como da outra vez, e fast food, que é uma coisa que eu não comia antes”.

Recentemente, a apresentadora ficou morena após 15 anos exibindo fios loiros. Sobre isso, ela diz que o seu médico autorizou que ela pintasse o cabelo após o quarto mês de gestação e que já vinha fazendo luzes loiras mantendo a preocupação de não deixar os produtos atingirem a raiz do seu cabelo.

Outra exceção aberta pelo médico que acompanha a gestação foi uma taça de vinho de vez em quando. 

Parto normal ou cesárea

Em relação ao momento da chegada do filho, Fontenelle diz que adoraria um parto normal, mas não tem passagem suficiente e como não quer forçar, vai se submeter a uma cesariana em meados de julho. O nome do bebê foi sugerido pelo pai e será Salvatore. “O Jonathan que sugeriu, aí eu fui ver o significado, gostei e comprei a ideia”, declara Antônia.

Fonte: Bolsa de Mulher