Com a desculpa da praticidade exigida pela correria do dia a dia, as mulheres passaram a adotar alguns hábitos de beleza preguiçosos. O costume de usar lenços umedecidos para limpar a pele, principalmente, do rosto é um deles. O problema é que a função do demaquilante vai além de auxiliar na retirada da maquiagem aparente. Teoricamente, um bom produto retira as impurezas que não são visíveis a olho nu.

São exatamente esses resquícios de maquiagem e resíduos de produtos de beleza e poluição que causam danos ao rosto, agravam problemas de pele como a acne e outras alergias. Conheça a seguir, 4 razões simples para abandonar o hábito de usar lencinhos umedecidos no rosto.

1. Para começar, são “tecidos” sintéticos descartáveis (alternativa nada consciente ambientalmente), e que podem conter, além do TNT (tecido não-tecido que custa a desaparecer), mais de 10 substâncias químicas que contaminam o meio ambiente e são diretamente absorvidas pela sua pele. Imagine seu rosto (e as áreas sensíveis como as dos olhos) sendo exposto a toda essa fórmula frequentemente. Até para a pele dos bebês o uso de lenços umedecidos tem sido reavaliado.

2. Eles contêm muitas substâncias químicas agressivas como o metilisotiazolinona, usado em diversos produtos para limpeza doméstica, causador de graves alergias.

3. Mesmo descartando a possibilidade de causar alergias, todo lenço umedecido remove em maior ou menor grau o manto hidrolipídico da pele (a camada natural e protetora de água e gordura), deixando-a muito mais vulnerável.

4. Eles alteram o pH, não removem todas as impurezas e seu uso continuado pode causar alterações irreversíveis, como ressecamento com rachaduras e manchas. Eles só devem ser usados em situações emergenciais, mas não como parte da rotina diária de higiene.

Fonte: Bolsa de Mulher