Dizer qual é a cor de olho mais rara do mundo é complexo. Isto porque uma cor incomum no Brasil pode não ser em outra parte do mundo, por exemplo. Mas, embora não existam estudos precisos que contemplem mundialmente a característica, estimativas elegem algumas cores como as mais difíceis de serem encontradas em nível global.

O que determina a cor de um olho? 

O primeiro fator que interfere na cor dos olhos é a formação da íris, que tem sua cor e espessura determinadas pela combinação de 16 genes herdados do pai e da mãe.

Mas, a cor da pele, o uso de produtos de beleza e especialmente a iluminação podem interferir na impressão que temos ao olhar uma pessoa.

Quais são as cores de olho mais raras do mundo? 

De acordo com a estimativa feita pelo site americano de educação e ciência Owlcation com base em estudos, pesquisas e dados mundiais, existem cinco cores de olhos que são mais difíceis de serem encontradas no mundo:

Olho verde

Mesmo sendo uma cor vista com facilidade no Brasil, especialistas acreditam que a cor esteja entre uma das mais raras do mundo – a estimativa é de que apenas 2% das pessoas tenha essa cor de olho e ela é encontrada com mais facilidade no norte e sul da Europa e na Ásia Ocidental.

É importante, no entanto, não confundir o olho verde com a cor avelã, que mistura verde com castanho – esse é um tipo mais comum.

Olho cor de âmbar

Assim como o verde, o olho cor de âmbar está entre os mais raros do mundo. A melhor definição da cor são olhos que têm um forte dourado ou acobreado no fundo ou são claramente castanho-avermelhados.

De acordo com o levantamento, a explicação está na alta concentração de determinados pigmentos que compõem a íris.

Embora raro nos humanos, no reino animal a cor é mais comum e pode ser facilmente observada nos lobos, cães e gatos.

Olho vermelho ou violeta

Raro, olhos cor de violeta ou vermelho não são originados naturalmente pelo corpo. Ou seja, eles são fruto de alterações genéticas oriundas de algumas condições ou doenças.

Doença que deixa o olho vermelho ou violeta

A mais comum delas é o albinismo, doença que deixa os níveis de melanina baixos ou inexistentes. Pessoas com essa condição têm a pele muito clara, os cabelos quase brancos e podem ter variações na cor dos olhos – que geralmente têm pouquíssima ou nenhuma coloração naíris, características que faz com que, quando a luz bate, reflita nos vasos sanguíneos da região e volte na cor vermelha ou violeta.

Sob luz ou a depender do efeito dos produtos de maquiagem, no entanto, algumas cores podem parecer ser violetas. É o caso de Elizabeth Taylor, cujos olhos são tão azuis que, conforme a exposição à luz, parecem ser violetas.

Olho preto 

As estimativas ainda colocam os olhos pretos como os mais raros do mundo. No entanto, assim como nos casos das cores violetas ou vermelha, eles não existem naturalmente. Eles não devem ser confundidos com os olhos castanho-escuros ou marrons.

Doença que deixa o olho preto

O indivíduo com olho preto pode ter aniridia, uma doença rara em que o portador não possui a íris dos olhos. Ou seja, o que aparece é apenas a pupila, que é naturalmente preta.

Fonte: Bolsa de Mulher