Em tempos de crise, ir ao dentista deixou de ser hábito rotineiro para virar um cuidado supérfluo ou apenas emergencial. Por isso, é importante redobrar a atenção e limpeza com os dentes para ficar o máximo possível longe da cadeira do especialista.

Para saber quais hábitos realmente têm efeito positivo na sua higiene e saúde bucal e quais são apenas mito, veja seis exemplos bastante comuns. Descubra quais deles você pode abandonar ainda hoje.

1. Escovas duras são mais eficazes
Mito. Quando as cerdas da escova são muito duras elas podem até causar o desgaste do esmalte, provocar o recuo da gengiva e sensibilidade. O melhor é apostar em escovas macias ou médias.

2. Limão e bicarbonato clareiam
Mito. O pH muito ácido desta fruta, quando em contato prolongado ou muito frequente, é capaz de danificar o esmalte dos dentes. E, como se sabe, o bicarbonato de sódio é um composto abrasivo.

3. A escova de dentes elétrica é melhor
Verdade. Dentistas preferem a escova elétrica em comparação à manual, desde que sejam respeitados os dois minutos de escovação e a troca da cabeça da escova com a frequência indicada.

4. Escovação estraga o esmalte
Mito. Os produtos empregados na escovação não só não danificam, como também quebram o acúmulo de tártaro dental, prevenindo problemas posteriores como a cárie.

5. Não é bom escovar logo depois de comer
Verdade. Depois de comer, é bom esperar um pouco antes de escovar os dentes logo em seguida. O ideal é esperar cerca de 30 minutos depois de comer ou beber, porque se cria na boca um meio ácido que pode desmineralizar e enfraquecer o esmalte, caso você esfregue os dentes nessa condição.

6. Aspirina sobre o dente tira dor
Mito. Na verdade, colocar uma aspirina diretamente sobre o local da dor pode causar queimaduras no tecido gengival.

Fonte: Bolsa de Mulher