Quando descobriu que esperava um bebê com Síndrome de Down, a americana Courtney Williams Baker ouviu de seu médico que deveria fazer um aborto, já que a qualidade de vida da família seria muito baixa por causa da condição da criança. Mas ela se recusou a interromper a gravidez e, um ano depois, escreveu uma carta ao médico contando sobre a vida da filha, Emersyn.

Criança com Síndrome de Down

A carta também foi divulgada por ela em seu Facebook, viralizou e foi divulgada por vários sites de notícias, como o britânico Daily Mail. “O momento mais difícil da minha vida se tornou quase insuportável porque você nunca me disse a verdade: minha criança era perfeita. Emersyn não só melhorou nossa qualidade de vida, como também tocou o coração de milhares de pessoas. Ela nos deu sorrisos maiores, mais risadas e beijos do que jamais vimos na nossa vida e abriu nossos olhos para a verdadeira beleza e o amor puro”, escreveu.

Courtney disse ainda que fica com o coração partido ao pensar que o médico fala o mesmo para outras mães. “Minha oração é para que nenhuma outra mãe tenha que passar pelo que passei. Para que o próximo bebê com Síndrome de Down que você vir no útero de uma mãe faça com que você olhe para ela e diga a verdade: sua criança é absolutamente perfeita”, finalizou.

 

Fonte: Bolsa de Mulher