Um estudo canadense comprovou um comportamento que pode complicar a vida sexual de homens e mulheres que têm relacionamentos estáveis. De acordo com a pesquisa, os homens têm dificuldade de perceber quando as mulheres estão com vontade de fazer sexo e, por isso, acreditam que elas têm menos tesão do que elas, de fato, sentem.

Os pesquisadores concluíram que esse jeito “insensível e distraído” dos homens se dá, basicamente, por duas evidências que têm tudo a ver com a forma como vemos o sexo em nossa cultura ocidental: enquanto os homens se sentem mais relaxados e confiantes por estarem em um relacionamento (e, por isso, não ficam tão atentos aos sinais), as mulheres simplesmente bloqueiam qualquer mensagem que possa ser interpretada como “quero transar” para evitar a rejeição e o julgamento de que “sou muito assanhada por querer sexo”.

Você já passou por isso? A coach de relacionamento Cátia Damasceno explica o que fazer para reverter essa situação, com dicas para mulheres demonstrarem melhor suas vontades, mesmo quando são tímidas, e conselhos para os homens ficarem mais atentos à relação.

Relação esfriou: o que diz pesquisa? 

A pesquisa mostrou que, em relacionamentos estáveis, homens diminuem o nível de percepção do interesse de suas parceiras em sexo. Isso porque eles estão mais estabilizados no relacionamento e não se preocupam tanto em compreender o desejo da mulher.

O fato de pensarmos, de maneira geral, que homens sempre querem transar mais do que as mulheres também contribui para esse desequilíbrio e falta de compreensão do desejo sexual do outro.

Segundo uma das responsáveis pelo estudo, Amy Muise, em reportagem da revista Men’s Health, isso acontece, em parte, porque as mulheres não fazem o movimento inicial para demonstrar interesse – por estarem acostumadas a esperar que ele “avance” – e porque dão toques muito sutis, a ponto de ele não reparar que é um incentivo à relação sexual.

Vontade de transar 

De acordo com a coach de relacionamento Cátia Damasceno, os resultados da pesquisa demonstram que há uma mudança na forma em que homens e mulheres lidam com a vontade de transar.

“Antes, homens mentiam dizendo que transavam mais e mulheres diziam que transavam menos, por uma questão da cultura ocidental”, explica. “Agora, as mulheres estão perdendo a vergonha de falar a verdade, não tem problema em dizer que transa três ou quatro vezes na semana”.

Mas, por que ele não percebe que você está a fim?

Um dos motivos, segundo a especialista, é dar uma deixa que, de fato, não pode ser compreendida por ele.

“Vocês podem estar no sofá e ao encostar no homem, para a mulher está sendo enviada a mensagem. Mas, ele acha que ela quer mais espaço e se afasta”, exemplifica. “Ao invés de a mulher falar o que quer, fica emburrada e não verbaliza”.

O que você pode fazer 

Cátia sugere que a mulher use uma linguagem mais clara para se insinuar ao parceiro, já que o homem tem uma linha de raciocínio direta. “Fisicamente, ele não tem como saber que estamos excitadas. Não é como eles, que têm a ereção. Então, precisa verbalizar, usando uma linguagem que o casal já tem”.

Frases como “vamos namorar?” e outras expressões mais picantes podem ser uma demonstração de seu interesse para ele.

Para as mais tímidas, a coach de relacionamento recomenda contato físico. “Pegue a mão dele e deslize pelo seu corpo, por exemplo”.

Alguns toques inocentes ao longo do dia também podem ser boas práticas para estimular a imaginação dele e o deixar mais no clima.

O que ele pode fazer 

Se o homem realmente tem dificuldade em decifrar a vontade de sexo da parceira, perguntar pode ser uma saída. Falar francamente e prestar atenção nos indícios são alternativas que garantem o equilíbrio e a satisfação de ambos.

“Ele deve prestar atenção na mulher não apenas na hora de ir pra cama, mas na atitude que ela teve antes. Se saiu mais perfumada do banho, colocou uma camisola diferente ou se colocou as crianças para dormirem mais cedo são indícios de que ela está a fim”, comenta a coach.

Fonte: Bolsa de Mulher