Ruggiero Scardigno/Shutterstock

O termo “bolas azuis” é bastante popular entre os homens, mas nem toda mulher sabe o que ele significa. O conceito nada mais é do que uma maneira popular de retratar o fato de quando eles ficam excitados por um longo período de tempo, mas não chegam a ejacular.

Dores nos testículos

Thinkstock

Além da dor nos testículos (as tais bolas, neste caso), a excitação sexual prolongada faz com que as artérias que transportam sangue para o pênis se ampliem e as veias que levam o sangue se contraiam para que o sangue não escape. Este processo que ajuda a manter a ereção também faz com que os testículos inchem entre 25% e 50%. A ejaculação é a única maneira de fazer os órgãos genitais voltarem ao tamanho normal, acabando com as “bolas azuis”.

Dores na vulva

Thinkstock

O fenômeno também acontece com as mulheres, já que, quando excitadas experimentam vasoconstrição na vulva, útero e ovários que, quando não aliviado, provoca dores assim como nos homens. As terminações nervosas na região íntima ficam cheias de sangue quando a mulher está sexualmente excitada e não aliviar através do orgasmo faz com que a área fique sensível.

No caso dos homens, os testículos realmente apresentam uma coloração azulada, o que não acontece com a vulva das mulheres, mesmo que o conceito seja o mesmo. Vale saber ainda que a condição não causa nenhum risco com a saúde e que um simples banho frio ou mesmo a conquista do orgasmo já acabam com o problema. Confira no vídeo abaixo mais detalhes sobre o fenômeno das “bolas azuis”:

Masturbação, nudez e sexo: 

Fonte: Bolsa de Mulher