por Camila Silva

Espremer ou não espremer, eis a questão. Embora todo mundo diga que você não deve nem tocar na espinha e respeitar sua nova amiga que veio fazer visita no seu rosto, há situações de emergência que levam você a querer acabar com ela prematuramente. A versão espanhola da revista feminina Cosmopolitan compartilha um guia para fazer sua espinha em tempo recorde. Quem são seus aliados? De acordo com a publicação, álcool a 96º, uma agulha, um tecido 100% limpo e corretivo (para eliminar a “evidência de crime”).

1. A erupção é vermelha? Isso significa que a espinha ainda não está madura, então você tem que esperar. Você precisa lhe dar alguns dias para conseguir eliminá-la.

2. Se você começar a ver que a ponta está esbranquiçada (de pus), é a sua hora de atacar. Mas, é melhor fazê-lo após o banho, quando a pele está limpa e macia.

3. O segredo é ajudar com uma agulha. Lembre-se de que precisa estar previamente desinfectada. Impregne um cotonete em álcool e esfregue contra ele.

4. Envolva seus dedos em uma gaze ou lenço de papel limpo para absorver o pus e evitar que a pele ao redor seja infectada.

5. Após estourar com agulha, impregne a mesma gaze em álcool e esfregue a área (e arredores), para limpá-la perfeitamente.

6. É hora de tirar tudo. Pressione a pele com a gaze até ver uma gota de sangue e não restar qualquer outra de pus. Se você não retirar a espinha inteira, deve inchar novamente.

Fonte: Bolsa de Mulher