por Redação

Bolsa de Mulher

No mundo, 50 milhões de pessoas sofrem com a epilepsia. Já no Brasil são descobertos 200 mil novos casos por ano. As crises caraterísticas da doença, comumente chamadas de convulsões, são imprevisíveis e podem acontecer em qualquer ambiente. Por isso, é muito importante saber como agir nessas situações.

Caracterizada por descargas elétricas anormais e excessivas no cérebro, a epilepsia pode manifestar-se em crises com alterações de consciência, movimentos motores bruscos e involuntários, suor excessivo e queda de pressão.

De acordo com Laura Guilhoto, presidente da Associação Brasileira de Epilepsia, a doença, assim que diagnosticada, deve ser tratada. “Nesses casos, 70% dos pacientes são controlados e levam uma vida normal”, comenta.

O Purple Day, movimento internacional pela conscientização sobre a doença, criou uma passo a passo para orientar a população em como agir de maneira adequada caso presencie uma pessoa com crises.

Bolsa de Mulher

Fonte: Bolsa de Mulher