Pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, encontraram um jeito de “enganar” o organismo e fazer a reação alérgica a alguns alimentos desaparecer. Os testes  usando nanopartículas de plástico só foram realizados em ratos de laboratório, mas podem ajudar as mais de dois bilhões de pessoas que sofrem com este mal em todo o mundo, segundo a revista Superinteressante.

Os pesquisadores disfarçaram as proteínas do agente alergênico, o causador da alergia, usando nanopartículas de plástico. Isso faz com que o sistema imunológico da pessoa alérgica não reconheça essas proteínas como inimigas, evitando a reação alérgica. 

Usando as nanopartículas, os cientistas criaram um “disfarce” para as proteínas alergênicas para que o sistema imunológico não acabe atacando o próprio corpo sem querer, causando uma reação que pode variar de uma simples coceira até a dificuldade para respirar. O melhor é que o organismo acaba entendendo que aquele não é um intruso perigoso e deixam de atacar a partícula antes causadora da alergia.

O primeiro teste foi feito com ratos tão alérgicos à proteína do ovo que, quando expostos a ela, tinham um forte ataque de asma. Em todos eles, os cientistas pararam a reação alérgica usando apenas o disfarce de nanopartículas. Depois deste primeiro teste, os ratinhos ingeriram as proteínas do ovo normalmente – e não houve reações alérgicas. Ou seja: além de barrar o ataque, as nanopartículas fizeram com que o corpo dos ratos aprendesse que as proteínas do ovo são inofensivas.

Fonte: Bolsa de Mulher