Durante a gestação acontecem muitas mudanças hormonais que atingem diretamente o humor, a pele e também os cabelos das mulheres, sendo que os últimos, comumente, caem bastante após o parto.

Em um evento de beleza, a atriz Vanessa Giácomo, mãe de três meninos, disse que seus fios ficaram muito bonitos durante as gestações, mas que ficou preocupada após o parto.

“No primeiro, eu levei um susto, porque eu não sabia, ninguém explica isso para a gente, né? O médico não fala: “Seu cabelo está lindo, mas vai cair inteiro”, comentou.

Para entender melhor os fenômenos que acontecem com o cabelo da mulher durante e logo após a gestação, conversamos com o ginecologista Renato de Oliveira.

Mito ou verdade sobre cabelos na gravidez?

Denis Kartavenko/iStock

O doutor diz que é verdade que os cabelos ficam com mais bonitos durante a gravidez e acontece graças ao aumento de estrógeno ao longo da gestação.

“Geralmente, o cabelo vai ficando com mais brilho e mais sedoso ao longo da gestação, porque as taxas de estrógeno vão aumentando. O hormônio é responsável também pelo aumento das mamas”, diz sobre os efeitos.

O ginecologista também explica que todos os fios passam por três fases: a anágena, que é a de crescimento, a catágena, de interrupção do crescimento, e a telógena, que é a de queda. E desta forma, o cabelo vai se renovando.

Queda de cabelo pós-parto

4FR/iStock

Quando o bebê nasce, a placenta, que é a responsável pelo aumento de estrógeno, é retirada e acontece uma alteração abrupta hormonal, que pode alterar a fase de desenvolvimento do cabelo. Por isso, o cabelo cai, mesmo quando os fios não estão na última fase.

De acordo com o ginecologista, varia de mulher para mulher, mas é comum o cabelo começar a cair logo após o parto, que é quando ocorre um estresse hormonal. Porém, essa queda é tão natural que tem até um nome específico: eflúvio telógeno.

Seis semanas após o nascimento do bebê, as fases do cabelo voltam a sincronizar, a queda já diminui bastante e o cabelo volta a crescer normalmente. Portanto, não existe motivo para desespero.

Para prevenir muita perda de cabelo, o ginecologista diz que basta seguir as recomendações clássicas: se alimentar corretamente, fazer atividade física e dormir bem.

Queda de cabelo: quando devo me preocupar?

Apesar da queda ser comum, a mulher tem que ficar atenta se a quantidade de cabelo é muito maior em relação a antes do parto. “Toda queixa de paciente deve ser valorizada, assim que ela reclamar tem que ser investigada a causa para poder descartar um problema de tireoide ou uma anemia”, explica sobre a importância de sempre fazer exames.

Fonte: Bolsa de Mulher