Começar um namoro não é fácil e intimidade é algo que comumente vai sendo adquirida com o passar do tempo, mas será que existe limite para a proximidade do casal? A apresentadora Sabrina Sato acredita que para o relacionamento durar é importante nunca fazer cocô na frente do namorado. A declaração foi dada à revista de moda Vogue no dia do baile de gala da amfAR. 

A terapeuta de casais Cris Manfro não concorda e defende que em uma relação não pode existir imposições. “Um relacionamento é a gente poder suportar as coisas feias do outro”, diz a psicóloga.

Por outro lado, Cris ressalta que precisa existir bom senso e conversa entre o casal. “O excesso de falta de cerimônia também pode atrapalhar, mas não pode existir nada rígido a ponto de ficar pedindo licença para tudo, isso é ruim”, explica.

O que precisa para um relacionamento dar certo?

Para a terapeuta, o amor pelo amor não é capaz de sustentar um relacionamento e, por isso, é comum ver casais terminando após dois anos que, segundo a psicóloga, é quando acaba a fase de encantamento.

A especialista diz que sempre reitera para seus pacientes que duas palavras não podem deixar de existir em um relacionamento: flexibilidade e conversa. Flexibilidade para conseguir conviver com as diferenças e conversa para que todos os assuntos possam ser discutidos abertamente e ambos saibam o que é permitido na relação deles.

“Apesar de não ser legal ficar impondo, cada casal tem que ter suas regras e isso tem que ser decidido com uma conversa aberta para não existir mal entendidos”, ensina.

Outro ponto importante é ceder, mas nunca se submeter ao parceiro. Para a psicóloga, as duas pessoas têm que ceder, mas de forma acordada, sem que exista nenhum tipo de submissão.

Tabus da sociedade

Ainda existem muitos tabus em relação à intimidade na vida a dois. De acordo com a psicóloga, muitos homens e mulheres escondem de seus parceiros o que eles consideram “feio”, como ter vontade de fazer cocô, dor de barriga, gases, mas que isso não deveria ser visto desta forma, já que todas as pessoas fazem estas coisas.

“Este é o desejo de uma relação que não existe, de uma relação encantada, sem coisas feias, um mundo cor de rosa que não existe. É a vida a dois que vai mostrar que as coisas não são assim”, explica a terapeuta.

Cris finaliza dizendo que as pessoas têm que agir naturalmente com o parceiro ou a parceira desde o início do namoro e não tentar criar expectativas, porque quanto maior a expectativa em relação ao outro, mais facilmente a pessoa se frustra.

Você faria cocô na frente do seu parceiro ou concorda com Sabrina e acha importante preservar algumas intimidades para o relacionamento dar certo?

Fonte: Bolsa de Mulher