Chegar ao orgasmo é algo que muitas mulheres desconhecem por inúmeros motivos: tabus, traumas, doenças, etc. Uma das causas mais comuns, no entanto, é o olhar apenas distraído que lançamos sobre nosso corpo e nosso prazer. Pesquisadores norte-americanos analisaram estudos prévios sobre sexo e chegaram a conclusão de que é nossa própria anatomia e como ela é estimulada, que define a conquista de uma relação prazerosa.

Segredo do orgasmo feminino 

Os cientistas da Mayo Clinic, um importante centro de pesquisa médica dos Estados Unidos, e da Universidade de Indiana, no mesmo país, utilizaram dados de análises microscópicas da parede vaginal durante o sexo para concluir que o clitóris tende a mudar seu posicionamento durante a relação sexual, ficando mais próximo da parede do canal vaginal.

Essa movimentação seria a responsável pelo prazer, pois quanto mais próximo do canal vaginal o clitóris ficar, maior é a chance da mulher chegar ao orgasmo.

Melhores posições para estimular a parede vaginal e chegar ao orgasmo 

Observando imagens de ressonância magnética de casais fazendo sexo, os pesquisadores descobriram que algumas posições sexuais podem estimular a parede vaginal de uma maneira mais efetiva para alcançar o orgasmo.

Segundo o estudo, publicado no periódico científico Clinical Anatomy, a penetração do pênis na vagina feita por trás, como na posição em que a mulher fica de quatro, não estimula a vagina tanto quanto na penetração que vem da frente. A entrada ideal do pênis na vagina seria a uma angulação de 30 a 40 graus, estimulando mais a parede anterior da vagina. Portanto, invista na “cavalgada” e no “papai e mamãe” com o homem por cima.

Fonte: Bolsa de Mulher